CPI aprova pedido para que Gurgel responda dúvidas por escrito

Pela proposta do relator, Odair Cunha (PT-MG), procurador-geral terá cinco dias para responder questionamentos dos parlamentares

Fred Raposo, iG Brasília |

AE
Gurgel já teria conversado com integrantes da CPI sobre requerimento de informações
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) aprovou na tarde desta terça-feira pedido para que o procurador-geral da República, Roberto Gurgel, responda por escrito às dúvidas dos parlamentares sobre o caso Cachoeira. Segundo a proposta do relator, deputado Odair Cunha (PT-MG), Gurgel terá cinco dias para atender os questionamentos dos integrantes da CPI.

Inicialmente, o PT defendeu que o procurador-geral comparecesse à CPI para prestar depoimento sobre o motivo de ter deixado de investigar na Operação Vegas, de 2009, a ligação do senador Demóstenes Torres (ex-DEM-GO) com o grupo de Carlos Cachoeira. Mas a legenda baixou o tom após ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) saírem em defesa de Gurgel e, na manhã de hoje, concordaram com a proposta de Cunha de oficializar o requerimento de informações .

Os petistas, contudo, não descartam que futuramente o procurador-geral compareça à CPI. "Não tem autoridade que não possa ser convocada para depor na CPI", afirmou o ex-líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP).

Ao iG , Odair Cunha contemporizou: “A resposta tem que ser dada não para o PT, mas para a polícia”. Segundo a reportagem apurou, integrantes da CPI já teriam entrado em contato com Gurgel, que sinalizou que deve responder aos questionamentos dos parlamentares dentro do prazo.

A convocação do procurador-geral abriu uma crise entre Ministério Público e Polícia Federal. Em depoimento sigiloso à CPI, o delegado Raul Marques responsabilizou a subprocuradora da República, Claudia Sampaio, que é mulher de Gurgel, por paralisar as investigações da Vegas. A subprocuradora rebateu afirmando que ia arquivar a Vegas em, mas que “o doutor Raul foi categórico ao pedir para esperar, para não atrapalhar investigações em curso".

    Leia tudo sobre: cpicachoeiraptodair cunha

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG