Conselho de Ética decide que Cachoeira e Demóstenes vão depor

Preso desde fevereiro, contraventor será ouvido no dia 23. Senador, alvo de processo por quebra de decoro, no dia 28

iG São Paulo |

O Conselho de Ética aprovou nesta quinta-feira os requerimentos para ouvir o bicheiro Carlos Cachoeira e o senador Demóstenes Torres no processo por quebra de decoro a que responde o parlamentar no Senado. Cachoeira será ouvido no dia 23 de maio e Demóstenes, no dia 28.

Leia mais: À CPI, delegado da PF diz que grupo de Cachoeira agia como máfia

Agenda: Veja o calendário de depoimentos da CPI do Cachoeira

Galeria de fotos: Veja quem são os membros da CPI do Cachoeira

Também foram aprovadas reuniões com o delegado federal Raul Alexandre Marques de Souza, responsável pela Operação Vegas, que desvendou esquema de contratos públicos e jogos de azar comandado por Carlinhos Cachoeira.

Leia mais: Esquema de Cachoeira tinha 'infiltrado' na CGU

No depoimento da última terça-feira à CPI do Cachoeira, Raul Alexandre classificou como "verdadeira metástase" a atuação do grupo comandado pelo bicheiro. Nas seis horas de reunião com os parlamentares, Sousa detalhou a forma de agir do grupo, que, aos moldes das máfias, pagava regularmente propina a servidores públicos por informações e não admitia que os integrantes se apropriassem de recursos do esquema de jogos ilegais.

Demóstenes Torres: Relator de CPI diz que vai pedir quebra de sigilo bancário do senador

Também na terça-feira, por unanimidade, o Conselho de Ética do Senado aprovou a abertura de processo contra o senador goiano, acusado de quebra de decoro por manter estreitas relações com o contraventor Carlos Cachoeira.

Ao fim das investigações, o relator, senador Humberto Costa (PT-PE), apresentará o relatório final indicando as punições que devem ser aplicadas a Demóstenes. Poderão ser aplicadas sanções que variam de uma simples advertência até a perda do mandato.

Demóstenes e Cachoeira também serão ouvidos pela CPI que investiga elo do bicheiro com parlamentares. O senador presta esclarecimentos no dia 31 e Cachoeira, no dia 15.

Com Agência Senado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG