Lobão Filho paga aluguel a mãe de advogado com verba do Senado

Senador custeia R$ 10 mil por mês com recurso indenizatório do Senado para manter escritório político na área mais nobre do MA

Wilson Lima e Adriano Ceolin, iG Brasília |

AE
Com patrimônio imobiliário de R$ 1,2 milhões, Lobão Filho gasta R$ 10 mil com aluguel de escritório no MA. O maior do Senado.
O senador Edison Lobão Filho (PMDB-MA) gasta R$ 10 mil mensais da verba do Senado para alugar um imóvel que está em nome da mãe de seu advogado no Maranhão. Entre os 81 senadores, o filho do ministro de Minas e Energia, Edison Lobão (PMDB), é quem mais gasta com custeio de aluguel de escritório político em seu Estado natal.

A proprietária do imóvel onde funciona o escritório de Lobão Filho é Thereza de Maria Villas Boas Santos, mãe do advogado Ruy Eduardo Villas Boas Santos. Ele defendeu Lobão Filho em vários casos e trabalha com ele há pelo menos cinco anos. Um destes casos era um processo criminal no qual o senador foi acusado de manter uma rádio pirata na cidade de São Mateus, a aproximadamente 200 quilômetros da capital maranhense.

Esse imóvel fica na avenida dos Holandeses, bairro Calhau, a área mais nobre de São Luís, capital maranhense. O próprio senador reconhece o custeio do imóvel. Diz que paga entre R$ 6 mil e R$ 7 mil no escritório e o restante é referente ao aluguel do imobiliário. Ele também admitiu que o imóvel é da mãe de seu advogado. “A casa é toda mobilhada, toda estruturada. Não é só uma casa”, disse Lobão. “É da mãe do meu advogado. Mas lá tem ar condicionado, mesa, cadeira. É tudo montado”, complementou o senador. O iG procurou o advogado Ruy Eduardo Villas Boas Santos para comentar o caso. Deixou inclusive recados em seu escritório no Maranhão. Mas ele não retornou às ligações até o fechamento desta matéria.

Saiba mais: Deputado estadual paulista gasta o mesmo que senador

Aumento abusivo : Promotoria questiona aumento de verba indenizatória no AP

Conforme dados do portal da transparência do Senado, Lobão Filho custeia esse escritório desde março do ano passado. Ao todo, o senador já pagou R$ 120 mil apenas na locação de seu escritório político no Maranhão. Esse valor mensal, por exemplo, é 50% superior ao que o próprio senador gastou com esse mesmo tipo de serviço quando ele esteve no Senado em janeiro e fevereiro de 2010. O valor gasto com aluguel em um ano pelo senador é suficiente para comprar um apartamento de classe média com cerca de 60 metros quadrados em São Luís.

Para efeito de comparação com os demais senadores do Maranhão, Clovis Fecury (DEM) gasta R$ 800 com aluguel de seu escritório político (12 vezes e meia menos que Lobão Filho); Epitácio Cafeteira, R$ 750 (valor 13 vezes inferior). Em outros Estados, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) gasta R$ 8 mil com locação do seu escritório em Belo Horizonte; Marta Suplicy (PT) gasta R$ 6 mil com seu comitê em São Paulo, assim como Lindberg Farias (PT), no Rio de janeiro.

O custo mensal do escritório de Lobão Filho no Maranhão equivale ao aluguel uma sala comercial no Centro de São Paulo com aproximadamente 320 metros quadrados. Em São Luís, com R$ 8 mil mês é possível se alugar uma casa mobilhada à beira da praia, com cinco quartos, duas suítes e cinco vagas na garagem. O senador afirmou que não acha o valor do imóvel de seu escritório político acima da média.

Em sua declaração de bens das eleições de 2010, Edison Lobão Filho afirmou ter doze imóveis no Estado. São dois apartamentos (um na cidade turística de Barreirinhas), duas residências e oito lotes. Os imóveis do senador estão avaliados em aproximadamente R$ 1,2 milhões. Isso representa metade do patrimônio de Lobão Filho.

    Leia tudo sobre: Lobão Filhosenadoverba indenizatória

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG