Deputado pede ao MPF providências para evitar venda da Delta

Miro Teixeira (PDT-RJ) quer garantir que, em caso de condenação dos dirigentes da empresa, eventuais desvios sejam restituídos

AE |

selo

O deputado federal Miro Teixeira (PDT-RJ) pediu ao Ministério Público Federal (MPF) providências na Justiça para impedir a venda da Delta Construções para a J&F Participações, holding que controla a empresa de alimentos JBS, a de higiene e limpeza Flora, a de papel e celulose Eldorado Brasil e o banco Original. O objetivo, segundo o parlamentar, é garantir que em caso de condenação dos dirigentes da Delta por corrupção, a população brasileira possa ser restituída de eventuais desvios.

Leia mais: Controladora do JBS deve anunciar compra da construtora Delta

CPI do Cachoeira: Delegado da PF reitera denúncias contra Demóstenes e Delta

Galeria de fotos: Conheça os membros da CPI do Cachoeira

 "Se a Delta fez transações com empresas fantasmas, se envolveu-se em negócios escusos, como é que a solução é vendê-la? Eles metem o dinheiro no bolso?", questiona o parlamentar, acrescentando que o cancelamento do negócio seria uma medida "assecuratória".

No pedido apresentado nesta quarta-feira à Procuradoria-Geral da República, Teixeira pede atuação do MPF para evitar a venda ou até anulá-la, se já estiver concretizada. Pede, ainda, que sejam arrolados, de forma cautelar, todos os bens da empreiteira e tornados indisponíveis, para permitir eventual recuperação de ativos. O objetivo, cita o documento, é evitar "essencialmente que bandidos encontrem no crime uma atividade lucrativa e vantajosa".

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG