Feriado prolongado esvazia Congresso

Câmara e Senado tiveram a presença de poucos parlamentares no plenário na sexta

iG São Paulo |

O feriado prolongado de 1º de Maio animou os congressistas a antecipar a folga de quatro dias. Nesta sexta-feira (27), a imagem era de uma Câmara e de um Senado praticamente vazios, com poucos parlamentares em plenário.

Ed Ferreira / AE
O plenário do Senado ficou praticamente vazio hoje

No Senado, a sessão ordinária – quando não há votação – começou às 9h e terminou pouco depois do meio-dia. De um total de 81 senadores, apenas sete discursaram para quase ninguém. Alguns criticaram o Código Florestal aprovado pela Câmara.

O único a falar sobre a CPI do Cachoeira foi o senador Pedro Simon (PMDB-RS). Ele elogiou o apoio da presidenta Dilma Rousseff à investigação e deu um recado: ‘Tenha coragem (Dilma), resista!’. Na pauta, não há nada marcado para esta tarde.

A Câmara também teve sessão ordinária, que começou pouco depois das 9h. Dez de um total de 513 deputados decidiram discursar para um plenário esvaziado. À tarde, a Câmara marcou uma sessão solene em homenagem aos trabalhadores metalúrgicos.

Ed Ferreira / AE
Deputados antecipam folga do feriado e plenário da Câmara fica vazio

A volta do feriado, no entanto, promete ser agitada no Congresso. Dia 2, a CPI do Cachoeira realiza sua primeira reunião para definir o cronograma de trabalhos e, no dia seguinte, o relator do Conselho de Ética do Senado, senador Humberto Costa (PT-PE), vai apresentar o seu parecer sobre o processo do senador Demóstenes Torres para análise dos membros do colegiado. A votação, no entanto, ficou para o dia 8.

    Leia tudo sobre: câmarasenadoferiado

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG