Citado no caso Cachoeira, Perillo cancela participação em evento do PSDB

Com presença de José Serra, Sérgio Guerra e Alckmin, partido realiza em São Paulo encontro com lideranças sindicais

Nara Alves, iG São Paulo |

Citado em grampos feitos pela Polícia Federal em operação que investiga o caso Carlinhos Cachoeira , o governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB), cancelou sua participação do primeiro congresso sindical do PSDB, nesta sexta-feira em São Paulo. Procurada pelo iG . Segundo o partido, o governador não compareceu porque o evento ocorreu durante o expediente.

Leia também: Grampos sugerem pagamento de Cachoeira a governador de Goiás

AE
O governador de Goiás, Marconi Perillo, cancelou sua participação em evento tucano

Saiba mais: Citados em grampos, Perillo e Agnelo terão adversários políticos na CPI

O governador de Goiás se colocou na quinta-feira à disposição da Procuradoria-Geral da República para a abertura de uma investigação contra ele mesmo . Perillo viu sua situação se agravar quando foram reveladas gravações em que seu nome é diretamente citado em conversas entre integrantes do grupo de Cachoeira sobre pagamentos.

Além de Perillo, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso , que também havia sido confirmado pela organização, não poderá comparecer. Ele está no exterior, e não conseguiu voo a tempo de ir ao encontro.

O Congresso de Lideranças Sindicais, que acontece na Casa Portugal, em São Paulo, será um dos primeiros passos para a realização de alianças nas eleições municipais de 2012 e também nas presidenciais de 2014. Com temas voltados ao trabalho, a intenção é discutir as conquistas sociais e os desafios do sindicalismo.

Veja o especial do iG sobre as eleições 2012

Presente no evento, o secretário do PSDB Sindical, Antonio de Souza Ramalho, afirmou que seu partido está tomando um espaço que era do PT com os sindicalistas. Segundo ele, um exemplo disso é a CUT (Central Única dos Trabalhadores) que, apesar de ter um histórico de apoio ao PT, tem seis dos seus integrantes presentes no evento. Antonio afirmou que os sindicalistas em questão pediram anonimato, por temerem retaliações.

A organização do evento dispôs no local uma faixa do deputado Paulo Pereira da Silva, o Paulinho da Força (PDT-SP), parabenizando a iniciativa do partido em organizar o núcleo sindical.

Estarão presentes o presidente nacional do PSDB, Sérgio Guerra, o governador Geraldo Alckmin (SP), Beto Richa (PR) e o pré-candidato à Prefeitura de São Paulo, José Serra e o senador Aécio Neves (MG).

    Leia tudo sobre: marconi perillopsdbencontrojosé serrageraldo alckmin

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG