Em sua defesa, senador envolvido no caso Cachoeira alegou manipulações nos grampos telefônicas feitos pela Polícia Federal

O Conselho de Ética do Senado marcou para o dia 8 de maio a análise do parecer do relator senador Humberto Costa (PT-PE) para decidir se abre processo contra o senador Demóstenes Torres (sem partido-GO), suspeito de envolvimento com o bicheiro Carlos Cachoeira, preso desde fevereiro acusado de corrupção e exploração de jogos ilegais.

Leia mais: Defesa de Demóstenes pede arquivamento de processo no Conselho de Ética

O relator Humberto Costa apresenta dia 3 seu parecer sobre o caso Demóstenes
Agência Brasil
O relator Humberto Costa apresenta dia 3 seu parecer sobre o caso Demóstenes

Na última quarta-feira, O advogado de defesa de Demóstenes, Antônio Carlos Almeida Castro, entregou a defesa prévia do parlamentar e pediu o arquivamento do processo contra o senador no colegiado. Ao entregar o documento na secretaria do conselho, o advogado disse que identificou manipulações nas gravações telefônicas feitas pela Polícia Federal que indicam elo do senador Demóstenes com o bicheiro.

iG explica: Entenda a crise envolvendo o senador Demóstenes Torres

O relator evitou comentar o conteúdo da defesa de Demóstenes. O regimento prevê um prazo de cinco dias úteis para que o relator apresente o parecer. Foi marcada para dia 3 a apresentação da análise de Costa em reunião no Conselho de Ética e haverá prazo para o parecer ser discutido. Por isso, a votação será apenas no dia 8.

Ele considerou "prudente" esperar até o dia 8 de maio para que o Conselho possa agir, caso Demóstenes Torres apresente mais documentos ou decida se defender pessoalmente. "Temos que ter obediência ao princípio do contraditório", disse o senador sergipano.

Humberto Costa esclareceu que se for o caso de abrir processo de cassação o regimento não define prazos para a votação do parecer. Entretanto, ele ressaltou que pretende tomar uma decisão com celeridade. "O Conselho de Ética não é um tribunal penal, é um tribunal político", ressaltou o parlamentar.

Com Agência Brasil

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.