Político mineiro é próximo à ministra das Relações Institucionais, Ideli Salvatti

O PT indicou nesta terça-feira (24) o deputado Odair Cunha (PT-MG) para ser relator da CPI que investigará as relações de políticos e agentes públicos e privados com Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, preso por suspeita de explorar jogos ilegais. Odair Cunha é vice-líder do governo na Câmara e ligado à ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti.

CPI do Cachoeira: 'Investigação é perda de tempo', diz deputado que se lixa

Saiba mais: Confira lista dos parlamentares que assinaram a CPI do Cachoeira

Galeria de fotos: Veja quem são os integrantes da CPI do Cachoeira

PT escolheu o deputado Odair Cunha (MG) para relator da CPI do Cachoeira
Divulgação
PT escolheu o deputado Odair Cunha (MG) para relator da CPI do Cachoeira

O partido, último a anunciar os nomes para a CPI, escolheu os deputados Cândido Vaccarezza, ex-líder do governo na Casa, e Paulo Teixeira – ex-líder da bancada na Câmara – como membros titulares da comissão, além de três suplentes, Doutor Rosinha (PT-PR), Luiz Sérgio (PT-RJ) e Sibá Machado (PT-AC). Desde a semana passada, o líder do PT na Câmara, o deputado Jilmar Tatto (PT-SP), negocia os nomes com os 85 parlamentares da bancada.

Está marcada para as 19h30 sessão conjunta da Câmara e do Senado para o anúncio oficial dos membros da CPI do Cachoeira. Depois da sessão, a comissão já poderá ser instalada, o que está previsto para amanhã (25), quando serão eleitos o presidente e o vice-presidente da CPI e nomeado o relator. Por ter a maior bancada no Senado, o PMDB tem direito à presidência da comissão e já indicou o senador Vital do Rêgo (PMDB-PB) para o cargo.

Leia também: Entenda a rede de 'negócios' do bicheiro Cachoeira, alvo da CPI

iG explica: Entenda a crise envolvendo o senador Demóstenes Torres

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.