Mesa do Senado aprova fim de 14º e 15º salários no Congresso

Para entrar em vigor, medida precisa passar também pelo plenário da Casa e depois pela Câmara dos Deputados

iG São Paulo |

AE
A senadora Marta Suplicy (PT-SP) diz que expectativa é que medida passe no plenário na próxima semana
A mesa do Senado aprovou na tarde desta quarta-feira o projeto que põe fim aos chamados 14º e 15º salários recebidos por deputados e senadores. Para entrar em vigor, a medida precisa passar pelo plenário e depois pela Câmara.

Leia também: Comissão no Senado aprova fim de 14º e 15º salários no Congresso

O projeto já havia sido aprovado na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) no final de março. A senadora Marta Suplicy (PT-SP), que está no exercício da presidência devido à licença médida de José Sarney , disse que a matéria deve ir a plenário na próxima semana. Ela acrescentou que conversou com o presidente da Casa sobre o assunto, e que Sarney considerou a medida "muito adequada".

A proposta aprovada nesta quarta por unanimidade, de autoria de Gleisi Hoffman (PT-PR), determina que o benefício seja concedido somente no início e no fim de cada mandato. Pela regra vigente, os congressistas recebem os benefícios todo início e fim de ano.

O relator do projeto na Mesa, senador Waldemir Moka (PMDB-RS), acredita que o plenário vai confirmar a decisão do comando, porque "o pagamento do 14º e 15º salários não se justifica há muito tempo".

Isso porque o sentido do benefício era ser uma ajuda de custo para auxiliar nas depesas dos deputados federais e senadores com mudança e transporte dos locais onde residiam para a capital da República. A norma foi aprovada quando o Senado ainda tinha sede no Rio de Janeiro, em uma época de muita dificuldade de transporte.

Com Agência Senado

    Leia tudo sobre: saláriosdeputado federalcongressosenadomarta suplicy

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG