'Estou muito tranquila', diz Ideli sobre investigação de compra de lanchas

Comissão de Ética abriu procedimento preliminar para avaliar se contrato com Ministério da Pesca teve irregularidade

Reuters |

A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, afirmou nesta terça-feira estar tranquila com a abertura de procedimento preliminar por parte da Comissão de Ética Pública da Presidência da República, após denúncias contra a ministra sobre a compra de lanchas para o Ministério da Pesca e Aquicultura.

Leia também: Comissão de Ética da Presidência vai investigar Ideli sobre compra de lanchas

AE
Ideli diz estar tranquila sobre apuração do caso das lanchas na Comissão de Ética

"Estou muito tranquila e vamos aguardar até a hora em que a Comissão de Ética vai deliberar, pois até agora ela não tomou nenhuma decisão", disse a ministra a jornalistas, referindo-se à próxima reunião da comissão, que deve ocorrer em 14 de maio.

Leia ainda: Ideli diz estar "à disposição" para tratar do caso das lanchas

"O relator, pura e simplesmente, recebeu os documentos. É quase um protocolo, o documento chegou. Então não houve deliberação sobre a abertura ou não (de investigação)", afirmou.

A Comissão de Ética da Presidência abriu, na segunda-feira, procedimento preliminar para investigar a ministra, a pedido do PSDB, após a divulgação de denúncias sobre a compra de 28 lanchas pelo Ministério da Pesca e Aquicultura.

Explicações: Oposição aproveita ‘chochilo’ da base e aprova convocação de Ideli

A empresa beneficiada pela licitação das lanchas teria feito doação para o PT de Santa Catarina, e parte desse recurso teria sido usado na campanha de Ideli ao governo do Estado.

A ministra chefiou a pasta da Pesca entre janeiro e junho do ano passado e alegou, por meio de nota, que era senadora quando a licitação em questionamento foi feita.

Na semana passada, a Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara aprovou a convocação da ministra para esclarecer as denúncias.

O requerimento foi apresentado pelo deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP). Segundo o deputado, que citou notícias publicadas pela imprensa, auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU) mostrou desperdício de 31 milhões de reais na compra de 28 lanchas pelo Ministério da Pesca.

    Leia tudo sobre: ideli salvatticomissão de ética

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG