Aécio nega apoio a Chalita e diz que PSDB deve ter candidato

Senador tucano afirma que sua sigla deve ter nome próprio para a sucessão de Gilberto Kassab em São Paulo

Denise Motta, iG Minas Gerais |

Reprodução
O deputado federal Gabriel Chalita (PMDB-SP)
O senador Aécio Neves (PSDB-MG) negou nesta sexta-feira (23) que esteja trabalhando pelo nome do deputado federal Gabriel Chalita (PMDB) para a prefeitura de São Paulo. Aécio reuniu-se com o governador de Minas Antonio Anastasia (PSDB) e disse que caberá ao PSDB paulista a decisão sobre a condução do processo eleitoral do próximo ano.

Gabriel Chalita: 'Eu era muito pequeno para Serra ter tanta raiva de mim'

Aécio Neves: Senador dá nota 5 para Dilma e seduz possíveis vices para 2014

“Há algumas especulações sobre quem o PSDB deveria apoiar e se deveria se aproximar do candidato do PMDB. O que quero dizer é o seguinte: na política tem sempre o fato e as versões", diz Aécio. "As versões cada um tem a sua, mas o fato concreto é que devemos trabalhar para fortalecer o PSDB e a candidatura do PSDB trazendo o maior número de aliados possíveis para esta candidatura”, afirmou.

A versão de que Aécio quer apoiar Chalita foi divulgada pelo jornal Folha de São Paulo . Com o movimento, o mineiro enfraqueceria o grupo do ex-governador José Serra e fortaleceria seu próprio caminho rumo à candidatura à presidência em 2014.

Em 2010, lideranças do PMDB convidaram Aécio para se filiar ao partido, mas ele acabou ficando no PSDB. Ainda que esteja na base da presidenta Dilma Rousseff (PT), sendo o vice Michel Temer do PMDB, a legenda estuda a tese de lançar candidato em 2014. De todo modo, a relação com Aécio não é exatamente tranquila: em Minas Gerais, o PMDB é oposição ao PSDB e forma um bloco de oposição a Anastasia na Assembleia Legislativa.

“Quem vai conduzir isso é o PSDB de São Paulo. O PSDB de São Paulo não só tem a autonomia, tem a capacidade, tem a liderança necessária para construir essa aliança. No nosso caso, ficamos apenas na torcida e a disposição para ajudar a consolidação da candidatura do PSDB, nada além disso”, esquivou-se de assumir a articulação.

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG