Tamanho do texto

Torcedores da mesma torcida organizada do São Paulo entraram em confronto durante o jogo da equipe paulista contra a Ferroviária no domingo

A ROCAM (Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas) do Batalhão de Choque da Polícia Militar de São Paulo atua não só no patrulhamento de rua, ela também é responsável pela escolta de delegações de time de futebol, de autoridades, de torcidades organizadas e por garantir a paz no entorno dos grandes eventos.

Leia também: Faro do Canil do Batalhão de Choque impede o refino de drogas em São Paulo

PMs da ROCAM apreenderam material usado no combate entre os torcedores
Divulgação/ROCAM
PMs da ROCAM apreenderam material usado no combate entre os torcedores

Nesse domingo (25), a ROCAM demonstrou sua importância junto com o Controle de Distúrbios Civis (CDC) do Batalhão de Choque durante o jogo entre São Paulo e Ferroviária em duelo válido pelo Campeonato Paulista de 2018. Entenda toda ocorrência no relato do Capitão Gregorim.

"A partida havia acabado de começar quando cerca de mais ou menos 100 torcedores entraram em confronto na Avenida Giovanni Gronchi. Uma ação rápida da tropa do CDC que estava dentro do estádio do Morumbi conseguiu controlar o distúrbio", diz o Capitão.

Mas os criminosos 'disfarçados' de torcedores não iriam parar por aí. "Uns 20 minutos depois do primeiro embate, essas pessoas voltaram a entrar em confronto com pedras, paus, cabo de machado e até um facão. Nessa hora, os homens da ROCAM precisaram agir e acabaram detendo 49 torcedores", diz o Capitão Gregorim.

Leia também: ROCAM "serpenteia" pelo trânsito da capital e recupera carro furtado

A ação dos 28 Policiais Militares que estavam com o Capitão foi de extrema importância para evitar um massacre durante o jogo. De acordo com a PM, a confusão foi entre torcedores de uma mesma torcida organizada do time.  "Segundo informações dos próprios presos, a desavença já é antiga. A sede da capital havia proibido a sede de Campinas de acompanhar os jogos do São Paulo no Morumbi. Então, eles já vieram para cidade armados com esse material pois sabiam que poderia acontecer esse embate", diz o Capitão.

49 pessoas foram presas durante o confronto
Divulgação/ROCAM
49 pessoas foram presas durante o confronto


Leia também: Jovem é preso 2 vezes no mesmo dia; Cavalaria da PM não desiste de aplicar a lei

Durante o confronto um torcedor ficou ferido na cabeça e precisou ser levado para o hospital. Todos os torcedores detitos foram encaminhados para DEATUR na região central, eles assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência. Segundo o Capitão Gregorim, vários desses presos já tinha passagem pelo mesmo tipo de crime.

Além de fazer a escolta das delegações do jogo, e atuar no confronto entre as torcidas, os PMs da ROCAM ainda apreenderam um moto roubada na região do Estádio do Morumbi.

Torcida organizada do São Paulo tem disputa interna
Divulgação/ROCAM/Choque
Torcida organizada do São Paulo tem disputa interna


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.