Polícia Militar Ambiental prende quadrilha que traficava animais silvestres

Trio foi preso na manhã desta sexta-feira (10) na zona leste de São Paulo. Policiais montaram a operação depois de receberem uma denúncia anônima

Responsável pela proteção da nossa fauna e flora, a Polícia Militar Ambiental do Estado de São Paulo realizou na manhã desta sexta-feira (10) uma apreensão de animais silvestres muito significativa na capital paulista.

Leia também: Polícia Militar Ambiental apreende 249 aves silvestres em cativeiro

Foto: Divulgação/Polícia Militar Ambiental
Polícia Militar Ambiental apreendeu 19 jabutis que estão em lista de animais em extinção

Polícia Militar Ambiental recebeu uma denúncia anônima por telefone na noite dessa quinta-feira (9). "Ontem à noite, nós recebemos uma ligação. No telefone, a pessoa afirmou que uma casa na zona leste iria receber uma carga de animais vindos da Bahia e que eles iam comercializar os bichos", afirmou o Cabo Everlan.

Logo pela manhã desta sexta-feira, o Cabo Everlan acompanhado do Soldado Malaquias foram checar a informação e rumaram para a rua Domingos de Almeida no Jardim Helena, próximo à Feira do Rolo da Vila Mara.

"Quando nós chegamos perto dessa residência, nós demos de cara com um dos suspeitos que já era um velho conhecido meu. Eu já tinha prendido ele por tráfico de animais duas vezes e uma outra equipe também já tinha prendido uma terceira vez. Então, nós solicitamos e entramos na casa, onde encontramos os animais. Eles estavam em caixas e gaiolas. O que indicava que tinha acabado de chegar. Segundo os suspeito, alguns já estavam até vendidos", afirma o Cabo.

Leia também: Polícia Militar Ambiental atua para proteger o espaço aéreo da ameaça de balões

Dentro da residência, os PMs encontraram algumas dezenas de bichos, alguns estão em lista de animais ameaçados de extinção. Foram quatro saguis, uma jiboia, 19 jabutis (extinção), 14 pássaros corrupião, um azulão (extinção), um tico-tico em óbito, quatro coleirinhas, 15 Galos da Campina e três iguanas (extinção).

"Nós recolhemos todos os animais e infelizmente três já estavam mortos e dois morreram ainda na Delegacia. Na casa nos prendemos três suspeitos pelo crime ambiental de tráfico de animais silvestres. O delegado também fez um boletim de ocorrência por formação de quadrilha. Esse tipo de criminoso está acostumado a ser encaminhado para o DP e depois sair, mas dessa vez ficaram presos por formação de quadrilha", revela o Cabo, satisfeito com a atitude do Delegado.

Leia também: Polícia Militar Ambiental prende "vereador caçador" no interior de São Paulo

Os animais vão ficar sob os cuidados da Polícia Militar Ambiental e depois serão reconduzidos ao seu habitat natural. Os criminosos receberam um total de R$ 654 mil em multas.


Link deste artigo: https://ultimosegundo.ig.com.br/policia/2017-11-10/policia-militar-ambiental.html