Tamanho do texto

Policiais Militares da Cavalaria de Choque prenderam homem que distribuía entorpecentes na região central da capital paulista nesta terça-feira

A região central de São Paulo é muito conhecida pelo seu comércio e aglomerações de pessoas. Essa concentração de público é um prato cheio para os traficantes que se misturam com a multidão. O trabalho da Cavalaria da PM é coibir esse tipo de crime com sua presença ostensiva.

Leia também: Cavalaria da PM domina o centro de São Paulo e não dá espaço para criminalidade

Policiais deram mais um desfalque nos traficantes da região central de São Paulo
Divulgação/Cavalaria da PM
Policiais deram mais um desfalque nos traficantes da região central de São Paulo

Na tarde desta terça-feira (17), a equipe da Cavalaria da PM formada pelo Sargento Campos, Cabo Pires e Soldado Ernane fazia um patrulhamento de rotina pela rua Sinimbu, na região da Liberdade, quando desconfiou de um homem que entrava e saía de um cortiço.

"Essa rua, a área do Parque Dom Pedro toda é conhecida por ser um ponto forte do tráfico de drogas. Os nossos homens avistaram esse homem em atitude suspeita e foram realizar a abordagem. Com ele foi encontrado 5 pinos de cocaína", revela o Tenente Paolini que destaca ainda a importância da Polícia Montada. "Com os cavalos, a gente tem uma visão mais ampla, de cima. Com a aglomeração fica mais fácil de enxergar quando estamos montados, o que ficaria mais difícil de dentro da viatura", disse Tenente do Regimento de Polícia Montada 9 de Julho.

Após a abordagem, os PMs realizaram um entrevista com o suspeito. "O indivíduo falou que morava ali mesmo e que tinha mais drogas em casa. A gente viu ele entrando em uma ocupação e fomos averiguar. Lá dentro do barraco dele tinha ainda 100 pinos de cocaína, 30 pedras de crack e também R$ 34,50 que ele já tinha vendido em drogas", aponta o Tenente.

Leia também: Cavalaria da Polícia Militar mostra que sempre está por perto de quem precisa

De acordo com o PM, o suspeito não tinha ficha criminal e devia estar começando sua jornada no mercado da droga. "Praticamente todo dia a gente prende um traficante ali. Prendemos um, vem outro e assume o lugar. É um trabalho diário contra o crime. Esse homem devia ter pegado a carga há pouco tempo, pelo pequeno volume de dinheiro que tinha feito no dia", finaliza o Tenente Paolini. O traficante foi encaminhado para o 1 Distrito Policial e vai responder por tráfico de drogas.

Drogas apreendidas pela Cavalaria da PM
Divulgação/Cavalaria da PM
Drogas apreendidas pela Cavalaria da PM


Equoterapia: conheça a incrível iniciativa da Cavalaria

Recentemente o iG foi convidado para passar um dia no Regimento da Cavalaria da Polícia Militar de São Paulo, para acompanhar o trabalho da nossa polícia montada e entender sua real importância na manutenção da segurança pública.

Ao chegar no quartel um trabalho tão surpreendente foi apresentado que até mudou o foco da reportagem: a incrível iniciativa social da PM em ter criado, há 24 anos, o programa de equoterapia.

Para operar o programa de equoterapia, a Cavalaria da PM do Batalhão de Choque de São Paulo usa voluntários civis e militares, e parte dos seus 205 cavalos, para atender gratuitamente a população mais carente, oferecendo este serviço para crianças e adultos, que possuam necessidades médicas na recuperação de acidentes e na melhora de condições como o autismo, síndrome de Down e paralisa cerebral.

Clique aqui e leia a matéria da Equoterapia na íntegra e conheça a iniciativa.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.