Polícia dispersa manifestação contra Préval no Haiti

Porto Príncipe, 10 mai (EFE).- Policiais haitianos dispersaram hoje uma manifestação de centenas de pessoas que pediam que as eleições presidenciais fossem realizadas na data prevista, em novembro, e que o mandato de René Préval não seja prorrogado.

EFE |

Porto Príncipe, 10 mai (EFE).- Policiais haitianos dispersaram hoje uma manifestação de centenas de pessoas que pediam que as eleições presidenciais fossem realizadas na data prevista, em novembro, e que o mandato de René Préval não seja prorrogado. Os agentes lançaram gás lacrimogêneo na multidão que se reuniu nos arredores das ruínas do Palácio Nacional, destruído pelo terremoto do dia 12 de janeiro e tratou de derrubar as barreiras de segurança. Os manifestantes gritavam palavras de ordem contra Préval, pediram que ele deixasse o poder e desistisse das diligências para estender até o dia 14 de maio de 2011 a transmissão do poder a um novo líder, quando a data estabelecida na Constituição do país é 7 de fevereiro. Também rejeitaram a lei aprovada pelo Congresso Nacional solicitada pelo Executivo que prolonga por 18 meses o estado de urgência na nação caribenha. Préval rejeitou na quinta-feira que queira se manter no poder, ao mesmo tempo em que disse que sua intenção é assegurar uma transmissão regular do poder, depois que o terremoto criou incertezas sobre a realização das eleições. O líder assinalou que "o tremor mudou os dados" e obrigou o adiamento do pleito legislativo convocados para fevereiro. No entanto, se comprometeu a tomar "todas as disposições para que se realizem as eleições". EFE gp/pb

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG