PF apreende material eleitoral em Secretaria de Educação de MT

Agentes e oficiais de Justiça recolheram computadores e documentos que podem comprometer candidatos

Kelly Martins, iG Cuiabá |

A Polícia Federal realizou hoje busca e apreensão na Secretaria Estadual de Educação (Seduc) por suposto crime eleitoral e uso da máquina pública para campanha de candidatos.

Os agentes federais juntamente com oficiais de Justiça apreenderam computadores e documentos que podem comprometer a eleição de postulantes a cargos eletivos.

Como a investigação corre sob sigilo, os nomes dos acusados não foram divulgados pelo Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso (TRE-MT).

Os mandados foram executados a pedido do Ministério Público Eleitoral (MPE).

O procurador regional eleitoral Tiago Lemos ingressou com uma medida cautelar que foi deferida pelo corregedor do TRE, desembargador Márcio Vidal.

Embora a Justiça Eleitoral não tenha confirmado quem são os candidatos envolvidos, há a confirmação de que foram praticados crimes eleitorais.

Os computadores e os documentos devem ser periciados para que sejam apurados indícios de irregularidades.

Caso os crimes sejam comprovados, os envolvidos podem ter o registro de candidatura cassados e, se eleitos, podem perder o mandato por decisão da Justiça Eleitoral.

A secretaria de educação Rosa Neide Sandes de Almeida, que assumiu o comando do órgão no lugar do deputado estadual Ságuas Moraes (PT) – candidato à reeleição – não foi encontrada para falar sobre o assunto.

    Leia tudo sobre: Eleições MTEleições PF

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG