Vida de cacique moderno

É agitada a vida de um cacique moderno. São eles que resolvem boa parte dos problemas da aldeia. Tomam decisões sobre regras e comportamento ¿ a maioria, por exemplo, não permite o uso de bebida alcoólica.

Mariana Castro, enviada especial a Altamira |

Mariana Castro
Cacique Kwazady Xipaya ao lado da prima
Cacique Kwazady Xipaya ao lado da prima
Eles têm como responsabilidade correr atrás de recursos para a tribo, como enxadas e facões para garantir o trabalho na lavoura. Participam de reuniões sobre programas de saúde e educação. Muitas vezes viajam para participar de conferências, encontros e palestras.

Recebem eventualmente representantes de ONGs estrangeiras que dão algum tipo de apoio à aldeia, como a construção de uma granja ou a reforma da escola. Administram o dia a dia dos índios que vivem sob a sua tutela.

É uma função muito pesada, diz o jovem cacique Kwazady Xipaya. Aos 20 anos, ele é casado e tem três filhos. Além de correr atrás de benefícios para a aldeia, você também precisa agradar a mulher, né?. Para o cacique José Carlos, de 30 anos, cacique só tem problema para resolver, diz. Não é fácil.

Normalmente o cacique é escolhido pelos índios da aldeia que têm mais de 18 anos. O eleito deve ter pelo menos 18. Mas há exceções: Kwazady Xipaya virou chefe da tribo aos 16. Escolhem quem é o mais envolvido com a vida na aldeia, conta.

Mariana Castro
Cacique José Carlos com a mulher, em Belo Monte

Cacique José Carlos com a mulher, em Belo Monte

    Leia tudo sobre: belo monte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG