Olimpíadas devem gerar mais crescimento econômico que Copa do Mundo

A próxima década abre com perspectivas positivas para a economia brasileira, por conta da realização da Copa do Mundo, em 2014, e dos Jogos Olímpicos, na cidade do Rio de Janeiro, em 2016.

Klinger Portella, iG São Paulo |

Segundo Ilan Goldfajn, economista-chefe do Itaú-Unibanco, as Olimpíadas tendem a trazer melhores resultados em termos de crescimento econômico para o País. Ele diz que estudo dos últimos 50 anos mostra que os Jogos Olímpicos geraram um crescimento de até 0,7 ponto percentual no PIB dos países-sede, nos quatro anos anteriores à realização do evento.

Já para Copa do Mundo, não conseguimos identificar esse movimento, diz. 

AP

Rio 2016: festa para Jogos e crescimento econômico

Estimativas apontam para gastos totais na casa dos US$ 14,4 bilhões para a realização dos Jogos Olímpicos no País, entre investimentos públicos e privados. Somados os quatro anos que antecedem o evento, o PIB brasileiro poderá aumentar até 2,8 pontos percentuais no crescimento econômico.

Revitalização da cidade

O desafio brasileiro é repetir o bom êxito dos Jogos de Barcelona (1992), Sydney (2000) e Pequim (2008). No caso espanhol, as Olimpíadas foram um trampolim para a superação da estagnação da década de 1980, com a revitalização de centros importantes da cidade e melhoras na infraestrutura, deixando um legado para população, com aumento de qualidade de vida.

Os Jogos de Sydney, por sua vez, simbolizaram a preocupação com a sustentabilidade e marcaram o país com a despoluição da Homebush Bay. As Olimpíadas de Pequim, por fim, reforçaram a posição dos chineses como uma das potencias econômicas mundial.

Os Jogos de Montreal (1976) e Atenas (2004), no entanto, aparecem como antítese, ao deixarem deficits astronômicos. No caso canadense, as dívidas só foram quitadas em 2006, ou seja, 30 anos após a realização das Olimpíadas. Os gregos ¿ que sofreram com os riscos de terrorismo durante os Jogos ¿ viram o deficit do governo saltar de 3,7% do PIB, em 2000, para 7,5%, em 2004.

Leia também:

  • Renda per capita do brasileiro vai chegar a US$ 10 mil
  • Educação é a mãe de todos os gargalos
    • Leia tudo sobre: copa do mundoeducaçãoolimpíada

      Notícias Relacionadas


        Mais destaques

        Destaques da home iG