quase ganha - Perspectivas 2010 - iG" /

Censo de 2010 revelará a evolução de uma década quase ganha

O Censo de 2010, que o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) inicia em campo em 1° de agosto, revelará a melhoria socioeconômica do País na última década. Uma análise das pesquisas anuais do próprio IBGE dão uma ideia do que este censo vai mostrar em relação ao anterior, de 2000: aumento na posse de bens de consumo, formalização do mercado de trabalho, crescimento da escolaridade e maior envelhecimento da população.

Sabrina Lorenzi, iG Rio de Janeiro |

O que esse censo mais vai fazer é colher resultados de políticas públicas e sociais adotadas em anos e décadas anteriores, avalia o presidente do IBGE, Eduardo Nunes, em entrevista ao iG.

A estabilidade econômica, a consolidação da democracia e a distribuição de renda são conquistas que contribuíram para recuperar as perdas ocorridas nos anos 80 (conhecida como década perdida). Na área política, a consolidação da democracia é um símbolo de uma década ganha. Na área econômica, a estabilidade dos preços e a expansão econômica interna e externa também revelam os ganhos desse período. Mas as heranças negativas nas áreas de educação, saúde, habitação e segurança ainda não foram suficientemente compensadas na década atual, em que pese a melhora significativa da distribuição na renda. Socialmente, ainda haverá muito o que fazer nestes campos nos próximos anos.

Vamos mostrar um país mais escolarizado, mais integrado, mais inserido no mundo digital, mais envelhecido, com nível de renda melhor, com padrões mais difundidos de acesso aos produtos de consumo, isso tudo é o retrato que a gente vai ter, acredita ele.

iG

O maior poder de compra reflete o aumento da renda, do crédito, dos programas sociais e a formalização do mercado de trabalho ¿ que dá mais segurança ao trabalhador na hora de consumir, principalmente no que diz respeito a bens de maior valor. A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) mostra que o total de empregados com carteira de trabalho assinada aumentou de 29,4% em 2001 para 34,9% em 2008.

iG

Convivente e cônjuge do mesmo sexo

Coordenador de Populações e Indicadores Sociais do IBGE, Luiz Antonio Oliveira explica que a Pnad e a Síntese de Indicadores Sociais vem registrando alguns avanços, mas elas refletem a realidade das unidades da federação, não têm o grau de detalhamento do Censo. Apenas com ele é possível registrar a situação dos municípios e verificar o impacto de políticas públicas em todo o território nacional.

Ele acredita que serão verificadas melhorias graduais importantes. É difícil registrar grandes avanços quando se trata de uma pesquisa desse tipo, com estoques de população. Oliveira dá o exemplo da educação. A alfabetização em massa de crianças tem um efeito limitado na diminuição do índice de analfabetismo total se a população mais velha não for alfabetizada. Com efeito, o tempo médio de estudo no Brasil aumentou um ano, de 6,1 anos em 2001 para 7,1 anos em 2008. Mas taxa de escolaridade não revela necessariamente queda acentuada de taxas de analfabetismo. Porque o analfabetismo atinge os mais idosos, concorda Nunes. Com menos analfabetos, por exemplo, o Brasil precisará avançar na qualidade, e não mais na quantidade de escolas, diz o presidente do IBGE.

iG

Duas tendências que devem ser comprovadas pelo Censo 2010 em relação à década anterior dizem respeito à religião e à alteração de padrões familiares. No primeiro caso, há expectativa de detectar um aumento do pentecostalismo. No segundo, é esperada uma mudança da estrutura familiar, com maior número de pessoas morando sozinhas e até em outros tipos de arranjos domiciliares não-familiares. Algumas perguntas novas serão feitas para tentar definir essa realidade. Foi criada, por exemplo, a condição de convivente ¿ alguém que mora na mesma casa sem vínculo de parentesco ou afetivo e divide as despesas, mas não paga o aluguel. Não é a única inovação. Há algumas. Talvez a mais polêmica seja a possibilidade de responder cônjuge do mesmo sexo na pergunta sobre qual a relação com o responsável pela residência.

É uma pergunta que reflete o sinal dos tempos. Um avanço significativo que o Censo deve detectar é um processo comum a outros países que entraram na era digital, como o boom da internet. Ainda no campo das telecomunicações, domicílios com telefones (fixo e/ou celular) passaram de 58,9% para 82,6%.

iG

Acesso a Bolsa Família

O Censo 2010 também deve revelar progressos na área social. Nunes acredita que haverá uma redução do trabalho infantil. Oliveira aposta que a diminuição da mortalidade infantil deve ser ainda maior do que a apontada nas pesquisas de Síntese de Indicadores Sociais. O Coordenador de Populações e Indicadores Sociais do IBGE avalia que deve haver uma melhora mais acentuada dos indicadores socioeconômicos em regiões específicas, principalmente no Nordeste e no Centro-Oeste.

Nesse quesito, uma novidade será a inclusão de pergunta sobre o acesso aos programas sociais do governo, como o Bolsa Família e o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti). Vamos perguntar, pela primeira vez, especificamente sobre programas sociais, até porque a massificação  destes programas é uma novidade desde o último censo, justifica Nunes.

iG

A importância das informações compiladas pelo IBGE para registrar a eficácia da ação governamental e para definir novas ações é salientada por Nunes ao tratar da expectativa do envelhecimento da população. O Censo quantificará o aumento da população idosa e registrará onde há maior concentração de pessoas da terceira idade. Que sistema de transporte, de previdência, educação, é adequado para um país que está envelhecendo? Qual o padrão de arquitetura? Devemos construir casas com degraus? É ter um sistema de transporte com ônibus que temos que sair correndo atrás? Sabemos que tem pediatria em toda faculdade de medicina. E geriatria? Sabemos que a demanda por pediatras não vai crescer da forma como a demanda por geriatras. Será que a população está preparada?

    Leia tudo sobre: censoibge

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG