2010, o ano que vai mudar uma geração

Vem aí a primeira eleição direta para presidente sem que Luiz Inácio Lula da Silva seja candidato. Se fosse só por isso, 2010 já seria muito diferente de todos os outros, desde 1989.

iG São Paulo |

Mas a sequência de novidades programadas para o ano que se inicia é tão extensa e variada que não seria demais afirmar: depois de 2010, as novas gerações vão viver em um Brasil cujo horizonte é bem mais otimista e ambicioso.

Confira nas reportagens especiais que o iG preparou para você. Entre elas, políticos falam do Brasil pós Lula. Em entrevista ao iG, o ministro Ricardo Lewandowiski diz que o Brasil precisa de menos e melhores partidos. No Rio, nossos repórteres mostram uma cidade de favelas mais seguras.

    Leia tudo sobre: 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG