Nova Délhi, 3 mai (EFE).- Um tribunal especial da Índia declarou hoje culpado o único terrorista detido durante o ataque à cidade de Mumbai de novembro de 2008, o paquistanês Mohammed Ajmal Amir conhecido como Kasab, informaram hoje a imprensa indiana.

Nova Délhi, 3 mai (EFE).- Um tribunal especial da Índia declarou hoje culpado o único terrorista detido durante o ataque à cidade de Mumbai de novembro de 2008, o paquistanês Mohammed Ajmal Amir conhecido como Kasab, informaram hoje a imprensa indiana. A sentença pode ser pena de morte para Kasab, detido em 26 de novembro de 2008, no primeiro dos três dias do ataque do terrorista contra vários prédios de Mumbai que matou 166 pessoas. Kasab foi considerado culpado das 86 acusações pelas quais era acusado, entre estes as de assassinato e "guerra contra a Índia", de acordo com o veredicto do juiz indiano M. L. Tahilyani, informou a agência indiana "Ians". A decisão do magistrado deve ser divulgada por volta do meio-dia no presídio central de Arthur Road da capital financeira indiana, onde foi colocado um amplo contingente de forças de segurança, informou a agência indiana "Ians". Os julgados são Kasab, de nacionalidade paquistanesa, e os indianos Fahim Ansari e Sabahuddin Ahmed, acusados de dar apoio ao grupo de terroristas paquistaneses que atacaram em 2008 vários prédios emblemáticos de Mumbai e mataram 166 pessoas. As forças de segurança mataram 9 dos membros do comando terrorista, procedente de solo paquistanês, e capturaram com vida um deles, Kasab, que poderia enfrentar a pena capital se for declarado culpado pelo tribunal especial. "A Promotoria preparou um caso sem fissuras contra os três acusados e esperamos uma sentença favorável", declarou o promotor do caso, Ujjwal Nikam, à agência indiana "PTI". A Polícia levantou barreiras e pontos de entrada e saída nas ruas que levam à prisão, embora os moradores da região tenham recebido permissões especiais de quebra para não ficar isolados. EFE daa/dm

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.