Oscar de melhor atriz pode coroar momento de Sandra Bullock

Em 20 anos de carreira, Sandra Bullock nunca teve um ano tão produtivo - e curioso - como 2009. Em uma maré de sorte e inspiração a atriz conseguiu lançar dois filmes opostos e igualmente bem sucedidos.

Guss de Lucca, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=ultimosegundo%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237947605837&_c_=MiGComponente_C

Ao interpretar a mulher rica que ajuda um jovem negro sem-teto a acertar sua vida no drama "Um Sonho Possível", Bullock triunfou onde outras "queridinhas" das comédias românticas, como Meg Ryan e Jennifer Lopez, fracassaram: apostou num papel "sério", arrancou elogios da crítica e já faturou dois prêmios importantes: o Globo de Ouro de melhor atriz dramática e o prêmio do sindicato dos atores (SAG).

Divulgação

Bullock no papel da mãe que ajuda um jovem negro em "Um Sonho Possível"

Mais do que isso, a atriz conseguiu cravar a primeira indicação ao Oscar, onde vai brigar pela estatueta com as veteranas - e já ganhadoras do prêmio - Helen Mirren e Meryl Streep, esta última em sua 16a indicação, e as novatas Carey Mulligan e Gabourey Sidibe, que apesar das elogiadas atuações, não estão entre as favoritas.

Getty Images

Bullock com o Globo de Ouro

Como se não bastasse, ainda em 2009, Bullock protagonizou "A Proposta", uma das comédias românticas mais rentáveis de sua carreira, levantando US$ 314 milhões pelo mundo - um valor quase oito vezes maior do que o orçamento de US$ 40 milhões - e provando que a atriz ainda reina em seu metiê.

O ano teria sido perfeito se Bullock não tivesse optado por atuar e produzir um terceiro filme, a fraca comédia "Paixão Maluca". Sua personagem, uma escritora de palavras-cruzadas encalhada que sempre usa as mesmas botas vermelhas, é tão caricata que não conseguiu criar identificação com o público alvo - um erro fatal para esse tipo de história.

Esse escorregão não passou despercebido e, curiosamente, no mesmo ano em que foi indicada ao Oscar, a atriz conseguiu aparecer entre as indicadas ao Framboesa de Ouro, evento que se opõe ao organizado pela Academia premiando apenas as piores produções de Hollywood.

Divulgação

Atriz recebeu críticas negativas pela personagem esquisita da comédia "Paixão Maluca"

Apenas dois artistas foram contemplados com indicações a ambos os prêmios, mas pelo mesmo filme: James Coco, por "O Doce Sabor De Um Sorriso", em 1982, e Amy Irving, por "Yentl", em 1983. Nenhum deles foi contemplado.

Se Bullock ganhar ambos os prêmios poderá se equiparar a Halle Berry, atriz que além de faturar as duas estatuetas - o Oscar por "A Última Ceia", em 2001, e o Framboesa de Ouro por "Mulher-Gato", em 2004 -, fez questão de recebê-las pessoalmente.

Para o bem ou para o mal, esse é o momento de Sandra Bullock. Resta saber qual será a opinião dos votantes.

Leia as últimas notícias do Oscar 2010

    Leia tudo sobre: oscarsandra bullock

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG