Figurinos da festa do Oscar apostam na sobriedade e glamour após crise

LOS ANGELES ¿ Silhuetas pouco marcadas e desenhos carregados de detalhes têm tudo para ser a tendência no tapete vermelho da entrega dos prêmios Oscar deste ano, no qual se espera mais glamour do que na edição de 2009, marcada pela sobriedade em um clima de crise econômica.

EFE |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=ultimosegundo%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237947661507&_c_=MiGComponente_C

A passarela mais importante do cinema americano deixará para trás as linhas simples do ano passado e deve arriscar com cortes mais atrevidos, sem fugir do estilo feminino característico da Hollywood dos anos 50 e 60.

Esta foi a aposta que transpareceu nesta terça-feira na apresentação do segundo concurso de estilistas organizado pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, o Oscars Designer Challenge 2010, que selecionará um dos vestidos que serão usados na cerimônia de entrega do Oscar, no próximo dia 7.

Uma das concorrentes é a estilista gaúcha Fernanda Carneiro. Em entrevista à Agência Efe, Fernanda disse que sempre tenta "destacar a feminilidade da mulher". "Neste ano, acho que a tendência vai nessa direção, sofisticada, elegante, nada muito exagerado", explicou Carneiro, uma das estilistas revelação da última edição da semana de moda de Los Angeles, que não hesitou em incluir um cinto de diamantes em seu vestido preto.

Os produtores do evento, a Academia e o comitê de moda dos prêmios Oscar escolheram como finalistas os trabalhos de nove estilistas desconhecidos do grande público por sua visão sobre o glamour que se espera da festa do cinema americano.

"Eles fizeram vestidos com silhuetas muito pouco marcadas, acho que entenderam que é o que uma estrela tem que usar para se destacar no tapete vermelho. Também vimos muitos detalhes nos trajes, especialmente na coincidência de roupas de ombro único", explicou Patty Fox, coordenadora de moda dos prêmios Oscar.

Apesar da preferência pela assimetria, os vestidos do tipo sereia e o clássico tomara-que-caia estiveram muito presentes no tapete vermelho de 2009. Os desenhistas participantes do concurso procuraram encantar com cristais Swarovski, joias, flores, seda e tons pastéis, além do tradicional preto e branco.

Elda de la Rosa, estilista latina residente em Chicago, onde tem uma trajetória de dez anos na moda, entrou na disputa com um vestido de seda em tons azuis.

"Gosto muito desse vestido porque se movimenta muito suavemente quando se anda. Fiz com ombro único para mostrar o corpo", comentou De la Rosa, que considera ter chances de ganhar o concurso. "Me dá gosto ver que há mais detalhes. Acho que é o que vai voltar à moda, embora ainda reste o dramatismo dos vestidos dos anos 40 e 50", acrescentou.

O vestido ganhador do desafio de moda ds prêmios Oscar dependerá dos votos dados pelos internautas no site "Oscar.com" até o dia 1º de março.

O traje vencedor será visto no próprio tapete vermelho antes da cerimônia dos prêmios Oscar, que acontecerá no teatro Kodak de Los Angeles.

Leia as últimas notícias do Oscar 2010

    Leia tudo sobre: oscar

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG