'Estava dormindo e meu telefone começou a tocar sem parar', disse Rooney Mara sobre indicação ao Oscar

Brad Pitt, Martin Scorsese e Steven Spielberg falam sobre a corrida pela estatueta

iG São Paulo |

"Fiquei feliz em ver que 'A Árvore da Vida' e 'O Homem que Mudou o Jogo' receberam indicações, pois imaginei que seríamos esquecidos. Essa indicação foi especial pela batalha que travamos para que 'O Homem que Mudou o Jogo' saísse do papel."

Essa foi a reação de Brad Pitt ao saber que havia sido indicado ao Oscar de melhor ator por "O Homem que Mudou o Jogo". A declaração foi publicada pela revista Variety.

Leia também: "Hugo Cabret" e "O Artista" lideram indicações ao Oscar 2012

Outro estreante na categoria, o ator britânico Gary Oldman mostrou-se surpreso com a indicação por seu papel em "O Espião que Sabia Demais" , a primeira em quase 30 anos de carreira. "Estou feliz por ser o rosto de George Smiley [personagem do autor John Le Carre] para uma nova geração e poder assumir o papel que já foi de Alec Guinness, que sempre foi um de meus heróis e grande fonte de inspiração".

O Hollywood Reporter também ouviu outros indicados. Viola Davis, que concorre à estatueta de atriz por "Histórias Cruzadas" , revelou seriedade diante do prêmio. "Honestamente eu mal posso esperar para voltar a fazer o que amo: atuar. Eu amo os prêmios que já ganhei, mas não os levo pra cama comigo. Tudo o que sou no fim do dia é uma atriz".

"Eu estava dormindo e meu telefone começou a tocar sem parar", disse Rooney Mara, que também concorre ao troféu de atriz por "Os Homens que Não Amavam as Mulheres" . "Eu sabia que existia uma chance pequena, mas não esperava por isso. Sinto-me honrada de estar nessa lista".

Martin Scorsese também dormia quando os indicados foram revelados. Assim como Rooney Mara. o diretor de "A Invenção de Hugo Cabret" foi avisado com um telefone sobre as 11 indicações de seu filme. "É algo para se empolgar, mas você não pode ficar esperançoso. Estou tentando me manter reservado", afirmou.

Leia também: Saiba como entrar na Academia e vencer o Oscar de melhor filme

Colega de Scorsese, Steven Spielberg comemorou não apenas a indicação de "Cavalo de Guerra" , mas também o de "Histórias Cruzadas", produzido por sua companhia, a DreamWorks. "Estou excitado com as múltiplas indicações de 'Histórias Cruzadas' e 'Cavalo de Guerra'. Essa é a primeira vez que experimento duas indicação ao prêmio de melhor filme", disse o cineasta, cuja animação "As Aventuras de Tintim - O Segredo do Licorne" decepcionou, concorrendo apenas ao Oscar de trilha sonora.

    Leia tudo sobre: oscarbrad pittsteven spielberg

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG