Candidato ao Oscar 2011 de melhor filme tem brasileiro na equipe

Radicado nos EUA, Affonso Gonçalves é o montador de "Inverno da Alma"

Marco Tomazzoni, iG São Paulo |

Divulgação
Affonso Gonçalves, montador de "Inverno da Alma", escolado nas produções indie de Nova York
Além do documentário "Lixo Extraordinário", uma coprodução com o Reino Unido, há outro representante do Brasil no Oscar 2011 , mas por trás de um protagonista da festa em Hollywood. O paulistano Affonso Gonçalves, de 43 anos, é o montador de "Inverno da Alma" , indicado em quatro categorias – melhor filme, atriz, ator coadjuvante e roteiro adaptado – e um dos longas-metragens independentes mais elogiados de 2010.

Produções independentes, aliás, aquelas feitas longe do estúdios, com baixo orçamento, são o terreno de Gonçalves. Formado em publicidade, ele saiu do país em 1990, foi para Londres estudar cinema e, três anos depois, se mudou para Los Angeles para se especializar no American Film Institute. Lá, através de um colega de classe, conseguiu seu primeiro trabalho como assistente de edição, no cult "Bem-vindo à Casa de Bonecas" (1995), que catapultou o nome do diretor Todd Solondz ("Felicidade").

A partir daí, Affonso não parou mais. Mudou-se para Nova York, conheceu o cineasta Ira Sachs e encarou sua estreia como profissional "The Delta" (1996). "No começo foi um pouco difícil, mas dei sorte, nunca fiquei muito tempo sem trabalhar. A gente conhece uma pessoa, depois outra e por aí vai. Estou acostumado com filmes menores, aqui em Nova York 99% dos projetos são desse tamanho, independentes."

Mesmo assim, o editor já trabalhou com gente como Paul Giamatti e Michelle Williams ("The Hawk Is Dying"), Pierce Brosnan ("Married Life") e, no filme "Provocação" (2004), um de seus trabalhos preferidos, com Jeff Bridges, Kim Basinger e pequenina Elle Fanning . Outro motivo de orgulho no currículo é "De Corpo e Alma" (2003), penúltimo longa-metragem de Robert Altman ("M.A.S.H", "Short Cuts", "Assassinato em Gosford Park"). Gonçalves foi contratado para editar as complexas cenas de dança da companhia da atriz principal, Neve Campbell. "Enquanto mexiam nas cenas de diálogo, ele sentava comigo. Trabalhei um mês e meio ao lado de Altman, foi uma honra."

O convite para "Inverno da Alma" surgiu naturalmente. Affonso e Debra Granik quase trabalharam juntos no primeiro filme da diretora, "Down to the Bone", estrelado por Vera Farmiga. Além disso, o montador é amigo do diretor de fotografia Michael McDonough, que lhe mandou o roteiro. Dois meses antes das filmagens, estava contratado.

A história é baseada no romance "Winter's Bone", de Daniel Woodrell, inédito no país, parte de uma série de obras do autor situadas nas geladas montanhas Ozarks, no Missouri, sul dos Estados Unidos. Aos 17 anos, Ree (Jennifer Lawrence) precisa cuidar dos irmãos pequenos e da mãe problemática enquanto o pai, envolvido com drogas, está foragido. Se ele não aparecer em uma semana, a família perderá a casa, colocada como garantia de uma fiança. Ree encarna, então, uma espécie de detetive e investiga o paradeiro do pai, batendo de frente com a família e a desconfiada comunidade local.

Divulgação
Jeff Bridges e Kim Basinger em "Provocação" (2004), editado por Gonçalves
Misto de drama e mistério, com aura documental, "Inverno da Alma" tem um ritmo singular por misturar ingredientes, a princípio, tão díspares. Nisso, o montador teve papel fundamental. "Não foi difícil, mas achar o balanço certo foi o mais trabalhoso", explica Gonçalves. "Tentamos apressar o ritmo, mas meio que o próprio filme rejeitava. Não queríamos exagerar nem manipular. O jeito que Debra filmou, o ambiente e mesmo como os atores atuaram pediam algo mais quieto. Debra prefere as coisas naturais."

Nesse sentido, a diretora driblou o roteiro e no próprio set resolveu filmar imagens que não estavam previstas, a maioria para mostrar o dia-a-dia dos personagens. As brincadeiras das crianças e as cenas de Ree ensinando os irmãos a estripar esquilos e a atirar, por exemplo, não estavam no plano original. "A realidade é essa, faz parte da rotina daquela região. Sem isso, o espectador não iria entender o que está em risco, o que Ree viria a perder. Assim, a vida dela se torna verdade." A busca desse olhar naturalista também contou com a ajuda de muitos atores não-profissionais da comunidade, à vontade nos locais que eles frequentavam. A casa da família no filme, por exemplo, é onde a menina que interpreta a irmã mais nova da protagonista mora na vida real.

Affonso é só elogios para o trabalho de Jennifer Lawrence e John Hawkes (tio de Ree na história), ambos indicados ao Oscar. "Ela é muito natural, e ele é um cara que estudou muito para o papel. Foi um presente ter dois atores desse nível no mesmo filme."

Divulgação
Jennifer Lawrence ensina os irmãos em "Inverno da Alma": cena não estava no roteiro
O montador ainda está surpreso com a repercussão que o filme teve na temporada de prêmios e espera que isso faça com que mais pessoas procurem assisti-lo. Mas esse sucesso também deve trazer mais atenção para seu nome e, consequentemente, novas ofertas de trabalho? "Eu diria que talvez tenha. Até vou cruzar os dedos", brinca, "tenho curiosidade de fazer um filme maior". Mesmo assim, ele diz gostar dos desafios em projetos sem muito dinheiro. "Não se tem tudo pronto. Precisa pensar mais, usar todas as ferramentas. Todo o material está ali, não se tem grana para sair e filmar mais."

Fã de colegas como Felipe Lacerda ("Central do Brasil") e Daniel Rezende ("Cidade de Deus"), Gonçalves até tentou atuar no Brasil, mas não conseguiu, até porque, segundo ele, diretores como Fernando Meirelles, Beto Brant e José Padilha, com quem gostaria de trabalhar, já têm equipes bem definidas.

Por enquanto, o editor finaliza a minissérie da HBO "Mildred Pierce" , baseada no mesmo livro que deu origem ao filme "Almas em Suplício", pelo qual Joan Crawford ganhou o Oscar de melhor atriz em 1946. Dividido em cinco capítulos, o programa é estrelado por Kate Winslet, Guy Pearce e Evan Rachel Wood, com direção de Todd Haynes ("Não Estou Lá", "Velvet Goldmine").

E quanto ao Oscar, Gonçalves vai participar da cerimônia de premiação? "O interessante é ser convidado", confessa. "Até agora, ninguém falou nada. Adoraria ir. Nesta semana vou almoçar com a diretora e o produtor, vamos ver."

Assista ao trailer de "Inverno da Alma":

    Leia tudo sobre: affonso gonçalvesinverno da almamontadoroscar 2011

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG