O Segredo de Seus Olhos estreia no Brasil - Oscar 2013 - iG" /

Campeão de bilheteria na Argentina, O Segredo de Seus Olhos estreia no Brasil

Na disputa pelo Oscar de filme estrangeiro, O Segredo de Seus Olhos é o último concorrente da categoria a estrear no Brasil antes da festa. Sexto longa-metragem do diretor Juan José Campanella (O Filho da Noiva), sexta indicação da Argentina ao prêmio, a produção consegue a proeza de reunir todos os ingredientes que fazem um campeão de público: bons atores, reviravoltas, humor, suspense e o ingrediente com maior apelo às massas, uma história de amor.

Marco Tomazzoni, iG São Paulo |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=ultimosegundo%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237947670597&_c_=MiGComponente_C

Divulgação

"O Segredo de Seus Olhos" é o filme nacional mais visto na Argentina em 35 anos

Por isso não é surpresa saber que "O Segredo de Seus Olhos" foi o maior sucesso nacional de bilheteria na Argentina em 35 anos: mais de 2,5 milhões de espectadores e arrecadação recorde de 8,5 milhões de dólares. O mesmo aconteceu na Espanha, com salas lotadas e elogios rasgados.

Nada disso é à toa. Um dos maiores cineastas portenhos, Campanella une cinema comercial e talento como poucos. Partindo do romance "La Pregunta de Sus Ojos", de Eduardo Sacheri, o diretor escreveu o roteiro com ele, um thriller que faz o tempo passar rápido, apesar das mais de duas horas de duração. Fruto da direção elegante e certeira, a melhor de toda filmografia de Campanella.

Divulgação

Ricardo Darín: astro argentino

Como de praxe, o astro Ricardo Darín, dono do rosto mais conhecido do cinema argentino contemporâneo, é o protagonista, em sua quarta colaboração com o diretor. Darín interpreta Benjamín Esposito, oficial de justiça que aproveita a aposentadoria para colocar no papel os mistérios de um crime brutal no qual se envolveu na década de 1970: o estupro seguido de morte de uma garota belíssima.

Insatisfeito com o rumo das investigações e sem conseguir dar o caso por encerrado, ao ver a desolação do marido da vítima, vai ele mesmo atrás de novas informações, auxiliado por um colega (Guillermo Francella, excelente) e pela assistente de um juiz (Soledad Villamil, que trabalhou com Campanella e Darín em "O Mesmo Amor, a Mesma Chuva"). Assim, em ritmo de flashback ¿ e como uma boa dose de maquiagem na volta para o presente ¿, a história se desenrola tendo como plano de fundo uma Buenos Aires turbulenta, regida por um governo com militares muito próximos do poder.

Pulando de gênero em gênero sem perder a força, pendendo sempre para o suspense, "O Segredo dos Seus Olhos" costura uma trama com potência máxima, na melhor tradição hollywoodiana. Talvez seja a influência do trabalho de Campanella em Los Angeles, à frente de episódios de séries como "Law & Order", "House" e "30 Rock". A realidade latina, no entanto, permite apenas um orçamento mediano (5 milhões de reais), mas aí a criatividade aflora e dá origem a maravilhas como a sequência no estádio do Racing: sem cortes, o espectador se aproxima em uma tomada aérea da arena, mergulha no gramado, flagra os jogadores e termina na arquibancada, acompanhando os protagonistas numa perseguição. Antológico.

O filme arrebatou 13 prêmios na festa do cinema argentino e ganhou como melhor produção hispano-americana no Goya, o Oscar espanhol, batendo pesos-pesados como "A Teta Assustada" (seu concorrente no Oscar) e o uruguaio "Gigante". A vitória na cerimônia da Academia é quase impossível, mas seria mais do que merecida.

Assista ao trailer de "O Segredo de Seus Olhos":

Leia as últimas notícias do Oscar 2010

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG