Neve paralisa os Estados Unidos

Milhões de pessoas que viajaram no Natal ficaram presas devido às nevascas que complicaram nesta segunda-feira os transportes aéreos, rodoviários e ferroviários no leste dos Estados Unidos, informaram as autoridades.

AFP |

AFP
Funcionários do aeroporto de Newark, em Nova Jersey, retiram neve acumulada sobre avião
O Instituto Nacional de Meteorologia explicou que o alerta de tempestades de neve segue ativado entre os estados de Maine e Nova York, mas garantiu que o temporal deve se deslocar para o norte nesta segunda-feira à noite.

A nevasca afetou milhares de americanos que viajaram para ver suas famílias durante o fim de semana de Natal.A tempestade provocou quase 2.000 cancelamentos de voos, agravando a situação no sistema de transporte nacional.

No início da noite, todos os aeroportos de Nova York foram reabertos, informou a administração federal de aviação.

O serviço de trens Amtrak retomou de forma limitada as viagens entre Nova York e Boston, após cancelá-las por 13 horas, o que deixou milhares de passageiros bloqueados em um dos períodos mais movimentados do ano.

"Devido aos efeitos que persistem da tempestade, os passageiros deverão esperar atrasos em suas viagens durante todo o dia e dar tempo suficiente para chegar as suas respectivas estações, segundo comunicado da empresa.Os serviços entre Nova York e Washington "continuam funcionando normalmente", acrescentou.

O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, enviou uma mensagem de prudência aos seus cidadãos: "Nossas equipes de resgate trabalharam durante toda a noite, mas as condições nas estradas são ruins, com interrupções e atrasos no transporte público. Peço a todos os nova-iorquinos que não utilizem seus carros, para assim permitir que os serviços de emergência e as máquinas que tiram neve trabalhem".

Entretanto, a imprensa local criticou os serviços municipais por sua lentidão na hora de agir para voltar à normalidade.

Em Nova York, pontos de ônibus estão cobertos pela neve, que esconde, em alguns casos, anúncios com os números de telefone habilitados para que os cidadãos possam se informar sobre a situação do transporte público.

A maioria das bancas de jornais e lojas de frutas, que sempre abrem, desta vez permaneceram fechadas, ainda que alguns comerciantes tenham desafiado as adversidades do clima.As artérias secundárias de Manhattan seguem cobertas por uma espessa camada de neve, transformando os veículos estacionados em esculturas abstratas.

Nas avenidas maiores, alguns carros com correntes avançavam confiantes, mas a maioria derrapava pelo gelo acumulado ou patinava sobre a neve.Em Massachussetts, onde foi declarado estado de emergência, cerca de 60 mil habitantes ficaram sem luz no domingo e as estradas permaneceram obstruídas.

Os governadores dos estados de Delaware, Maryland, Massachussets, Carolina do Norte, Rhode Island e Virgínia pediram ajuda à Guarda Nacional, para que colabore com as autoridades civis.

A neve também cobriu os estados do sudeste do país, entre eles Carolina do Sul.Em Atlanta, capital da Geórgia, viveu-se o primeiro "Natal branco" em 128 anos.

    Leia tudo sobre: EUAClimaTransporte

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG