Zona Verde de Bagdá sofre segundo ataque com morteiros em doze horas

Bagdá, 28 abr (EFE).- A fortificada Zona Verde de Bagdá, onde ficam as principais sedes governamentais iraquianas, sofreu hoje o segundo ataque com morteiros em menos de doze horas, informaram fontes policiais.

EFE |

A Polícia não revelou o número de projéteis lançados sobre esta área, onde também fica a Embaixada dos Estados Unidos em Bagdá, nem se o ataque deixou vítimas.

Não se sabe a origem desta chuva de morteiros, mas as fontes disseram que suspeitam que estes são provenientes do bairro de Cidade de Sadr, no leste da capital, e que são lançados pela milícia Exército Mehdi, do clérigo xiita Moqtada al-Sadr.

Neste domingo, dez bombas caíram sobre a Zona Verde, informaram antes as fontes policiais.

Em outro ataque com morteiros, pelo menos seis policiais ficaram feridos, um deles em estado grave, depois que vários projéteis caíram sobre uma delegacia em Cidade de Sadr.

Outras seis pessoas tiveram ferimentos de diversas gravidades devido à queda de três bombas nos arredores de Obeidi, no leste de Bagdá.

No quarto ataque com morteiros hoje em Bagdá e seus arredores, um número indeterminado de projéteis foi lançado sobre um quartel conjunto das tropas iraquianas e americanas em Baladiyat.

Este quartel foi utilizado durante o regime de Saddam Hussein como centro de inteligência. EFE am/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG