Zona do Euro mantém objetivo de reduzir déficits, diz Juncker

A Zona do Euro deve continuar com sua meta de consolidar suas finanças públicas e se dotar de uma estratégia para sair do déficit, anunciou o presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, após uma reunião de ministros das Finanças dos países da moeda única européia.

AFP |

Os ministros das Finanças da eurozona "reafirmaram a necessidade de se respeitar o Pacto de Estabilidade em todas suas disposições", disse Juncker, em entrevista coletiva ao final do encontro em Bruxelas.

"A Zona Euro é a única zona monetária do mundo que não dispõe de um governo central", explicou, destacando que, por isso, "deve dispor de um conjunto de regras observadas por todos".

Isso implica, segundo ele, "a obrigação coletiva de nos dotarmos de uma estratégia para sair do déficit e dos aumentos do nível da dívida".

Após o acordo firmado pelos países europeus, em dezembro de 2008, sobre um plano de reativação da economia, de cerca de 200 bilhões de euros, e da adoção de medidas nacionais, os governos estão revendo suas metas orçamentárias.

Amanhã, a presidência tcheca da UE deve propor aos ministros das Finanças que se coordenem para reequilibrar as finanças públicas, após a crise.

Juncker também se referiu à situação do crédito na eurozona, ressaltando que as melhoras registradas "não são suficientes".

slb-soe/tt

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG