O Zimbábue decidiu não declarar estado de emergência em função de uma epidemia de cólera que já causou mais de 360 mortos, informou nesta quarta-feira o vice-ministro da Saúde, assegurando que a situação está sob controle.

Mais de 9.000 casos de cólera foram registrados no Zimbábue entre meados de agosto e 25 de novembro e 366 pessoas morreram devido à epidemia, anunciou na véspera a ONU, enfatizando que a doença se propaga a um ritmo alarmante.

A organização não-governamental britânica Oxfam e a associações de médicos zimbabuanos pediram ao governo que declare estado de emergência para lutar contra epidemia.

gm/cn/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.