Zimbábue: Mugabe ameaça expulsar embaixador dos Estados Unidos

O presidente zimbabuano, Robert Mugabe, ameaçou neste domingo expulsar o embaixador dos Estados Unidos no país, acusando os americanos de se intrometerem em assuntos internos do Zimbábue.

AFP |

"Por maior que seja, se continuar agindo assim, eu o expulsarei do país", declarou Mugabe, no discurso de lançamento de sua campanha para o segundo turno das eleições presidenciais, marcado para o dia 27 de junho.

O chefe de Estado disse ainda que o diplomata americano, James McGee, havia ordenado ao líder do partido de oposição Movimento por uma Mudança Democrática (MDC), Morgan Tsvangirai, que retornasse ao Zimbábue.

"Quando o embaixador americano disse para Morgan voltar, ele voltou correndo", disse Mugabe referindo-se ao rival, que o superou no primeiro turno presidencial, realizado em 29 de março.

McGee havia sido convocado pelo minsitro zimbabuano das Relações Exteriores após ter visitado, no dia 13 de maio, vítimas hospitalizadas feridas nos episódios de violência política registrados após as eleições.

"Esta chamada ao ministério das Relações Exteriores é a primeira advertência ao embaixador americano de que nenhuma ingerência nos assuntos internos zimbabuanos será tolerada", ameaçou o chanceler do Zimbábue, Simbarashe Mumbengegwi, em meados de maio.

James McGee foi nomeado embaixador do Zimbábue em 2007.

Em 2005, o governo de Mugabe - no poder há 28 anos - havia convocado o então embaixador dos Estados Unidos, Christopher Dell, a comparecer à chancelaria, após tê-lo acusado de "ingerência" em assuntos internos por ter chamado o governo zimbabuano de corrupto.

fj-fpp/ap

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG