Zimbábue deve ser condenado pelo G8, diz casa Branca

A BORDO DO AIR FORCE ONE (Reuters) - Líderes do G8, grupo das nações mais industrializadas do mundo mais a Rússia, vão se reunir no Japão esta semana e deverão condenar o governo do presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, disse um membro da Casa Branca no sábado. Mugabe desafiou a condenação internacional das eleições presidenciais de 27 de junho, nas quais ele foi o único candidato, depois que o líder da oposição, Morgan Tsvangirai, retirou sua candidatura, alegando violência política.

Reuters |

Dennis Wilder, um membro de alto escalão do Conselho de Segurança Nacional dos Estados Unidos, disse que o Zimbábue estará na pauta da reunião de Grã-Bretanha, França, Alemanha, Itália, Japão, Rússia, Canadá e Estados Unidos entre os dias 7 e 9 de julho, na ilha japonesa de Hokkaido.

'Acho que o G8 vai condenar fortemente o que Mugabe fez.

Vai condenar fortemente a legitimidade de seu governo no Zimbábue', afirmou Wilder a jornalistas a bordo do avião presidencial dos Estados Unidos, o Air Force One, durante a viagem do presidente George W. Bush ao Japão para a conferência.

(Reportagem Tabassum Zakaria)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG