O deposto presidente de Honduras, Manuel Zelaya, que busca apoio para ser restituído no cargo, se reuniu neste sábado em Washington com o secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza, e com dois altos funcionários do governo dos Estados Unidos.


Zelaya manteve reuniões com Insulza e com o encarregado para a América Latina do Departamento de Estado, Thomas Shannon, e o assessor para a região do presidente Barack Obama, Dan Restrepo, informou à AFP o encarregado de negócios da embaixada de Honduras, que continua subordinado a Zelaya, Rodolfo Pastor.

A fonte não proporcionou maiores detalhes sobre as reuniões, que aconteceram um dia depois de concluída uma primeira rodada de diálogo entre representantes do presidente derrubado e de fato, Roberto Micheletti, em San José, sob mediação do presidente da Costa Rica e Prêmio Nobel da Paz, Oscar Arias.

Essas primeiras negociações terminaram sem maiores resultados.

Leia também:


Entenda:

Leia mais sobre: Honduras



    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.