exército popular - Mundo - iG" /

Zelaya promete voltar a Honduras com exército popular

MANÁGUA - O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, disse nesta quinta-feira que pretende voltar a seu país nos próximos dias acompanhado de um exército popular, mas somente após um acordo com o governo de facto.

Redação com Agência Ansa |


"Eu quero retornar a Tegucigalpa, com certeza, com um acordo político. Mas quero voltar, porque o povo ganhou a batalha", afirmou ele, que concedeu uma entrevista coletiva na cidade nicaraguense de Ocotal, perto da fronteira com seu país, onde tem passado os últimos dias.

O mandatário, destituído em 28 de junho por um golpe de Estado, reiterou que conta com o respaldo do presidente da Nicarágua, Daniel Ortega, e de toda a comunidade internacional.

Ele pediu aos países que o apoiam que aumentem a pressão sobre o presidente de facto hondurenho, Roberto Micheletti, para que permita seu retorno e restituição.

Apesar de haver manifestado mais uma vez a intenção de voltar, Zelaya admitiu que ainda "não há uma data determinada" para tanto, mas explicou que "está sendo feita a pressão necessária para conseguir um acordo".

Desde que foi retirado do poder pelas Forças Armadas, o presidente tentou retornar a Honduras em duas oportunidades. Na primeira, em 5 de julho, a bordo de um avião venezuelano, foi impedido de pousar no aeroporto internacional de Tegucigalpa por militares que bloquearam a pista de aterrissagem.

Na última sexta-feira, a pé, ele chegou a cruzar a fronteira entre Nicarágua e Honduras pela cidade de Las Manos, mas recuou depois que oficiais ameaçaram prendê-lo.

Também nesta quinta-feira, na capital Manágua, Zelaya se reuniu com representantes do governo norte-americano, entre eles o embaixador dos Estados Unidos em Honduras, Hugo Llorens. O encontro ocorre depois que o mandatário recusou o convite para viajar a Washington na última terça-feira.

Leia também:


Leia mais sobre Honduras

    Leia tudo sobre: hondurasmanuel zelayaroberto micheletti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG