massacre contra manifestantes - Mundo - iG" /

Zelaya pede que tropas parem massacre contra manifestantes

CARACAS - O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, fez uma chamada ao chefe do Estado-Maior Conjunto das Forças Armadas hondurenhas, Romeo Vásquez, para que retenha as tropas que, segundo a Telesur, estão reprimindo os manifestantes. Segundo agências internacionais, a polícia informou que duas pessoas morreram e duas ficaram feridas em confrontos.

Redação com agências internacionais |

AP
Manifestante é morto em confronto
Manifestante é morto em confronto
Em declarações a esse canal de TV no avião que o leva a Honduras, Zelaya afirmou que vai "sem armas e pacificamente para dialogar" e pediu ao general Vásquez que "retenha o massacre", após ser informado pela cadeia sobre tiros e mortos em Tegucigalpa.

Zelaya, em comunicação com jornalistas dentro do avião, se dirigiu ao general, sobre quem disse que "está casado com uma boa mulher" e que foi "amigo seu durante anos", para exigir "que não destrua seu povo e sua família".

"O povo está nas ruas. Contenha essas tropas, general, detenha esse massacre", afirmou o presidente deposto há uma semana pelos militares.

    Leia tudo sobre: honduras

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG