Zelaya pede calma e promete voltar a Honduras

O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, disse nesta quarta-feira que já iniciou seu caminho de volta ao país e pediu calma à população, em uma breve mensagem transmitida por rádio.

AFP |

"Não podemos nos abater ou ter medo", disse Zelaya, que foi deposto no domingo pelo Exército, após enfrentar a Justiça e o Congresso para realizar um referendo sobre a reforma da Constituição.

Zelaya reafirmou que voltará a Honduras neste final de semana, após a conclusão do prazo de 72 horas dado pela Organização dos Estados Americanos para que seja restituído, mas pediu a seus compatriotas que "mantenham a calma e evitem a violência".

O presidente deposto lembrou que "ninguém deve obediência a um governo usurpador, nem a quem assumiu suas funções pela força das armas".

Zelaya está no Panamá, onde chegou após discursar, na terça-feira, na Assembléia Geral das Nações Unidas, em Nova York.

hov/LR

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG