Zelaya nega ter ameaçado de morte candidato a presidente

Tegucigalpa, 16 set (EFE).- O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, negou hoje ter ameaçado de morte o candidato presidencial Elvin Santos, que fez a denúncia à imprensa local.

EFE |

A vice-chanceler da antiga Administração Zelaya, Beatriz Valle, disse à Agência Efe que o presidente rejeita qualquer afirmação de Elvin Santos sobre ameaças de morte e qualquer outro fato em que pretenda envolver o ex-líder.

"Se faz uma denúncia, Elvin Santos deve mostrar as provas, caso contrário ficará como um mentiroso", enfatizou Valle.

Segundo o candidato à Presidência, Zelaya, com a intenção de retornar ao país, estaria fomentando uma guerra civil em Honduras, e o acusou de ter feito ameaças de morte, embora sem dar detalhes.

Santos foi vice-presidente de Honduras durante o Governo Zelaya, mas renunciou para buscar a candidatura presidencial. EFE gr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG