O presidente de Honduras, Manuel Zelaya, foi agredido por militares na madrugada de domingo ao ser retirado de sua casa à força, tendo sido detido e levado a um local desconhecido, informou no canal de televisão Telesur sua esposa, Xiomara Castro.

"Tiraram o presidente de casa de uma forma covarde", declarou Xiomara Castro.

Os hondurenhos haviam sido convocados neste domingo a uma consulta promovida por Zelaya para verificar se aprovavam ou não uma reforma da Constituição que permitiria a reeleição presidencial.

O referendo foi considerado ilegal pela justiça.

bl/ds/sd

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.