Zelaya e subsecretário de Estado dos EUA analisam crise em Honduras

Tegucigalpa - O subsecretário de Estado adjunto para o Hemisfério Ocidental dos Estados Unidos, Craig Kelly, analisou com o presidente de Honduras, Manuel Zelaya, a crise política que vive este país após sua queda, no dia 28 de junho do ano passado.

EFE |

Na reunião realizada na embaixada do Brasil em Tegucigalpa, onde Zelaya se refugia há mais de três meses, os dirigentes dialogaram em geral sobre "a situação gerada pela ruptura de 28 de junho e os caminhos que ficam (para) a reestruturação da democracia", disse à Rádio Globo o porta-voz do governante deposto, Rasel Tomei.

Kelly visitou Zelaya horas após chegar a Honduras em uma nova visita vinculada com a crise política causada pelo golpe de Estado.

O funcionário americano também deve reunir-se com o presidente eleito de Honduras, Porfirio Lobo, segundo informou à agência Efe um porta-voz deste último, que disse que o encontro deve acontecer até esta quarta-feira.

Além disso, o presidente de facto hondurenho, Roberto Micheletti, confirmou hoje aos jornalistas que tem "uma reunião com ele (Kelly) para amanhã de manhã" na Casa Presidencial, mas não deu detalhes sobre quais assuntos serão tratados.

Esta é a quarta visita que o alto funcionário americano faz a Honduras desde outubro do ano passado para tratar de assuntos relacionados à crise política do país centro-americano.

Leia mais sobre: Honduras

    Leia tudo sobre: honduraszelaya

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG