Tegucigalpa, 30 jul (EFE).- A Procuradoria Geral de Honduras apresentou hoje uma nova denúncia contra o presidente deposto Manuel Zelaya, para que se abra um processo pelo crime de falsificação de documentos na aprovação do decreto que autorizava uma despesa de 27 milhões de lempiras (US$ 1,4 milhões) em publicidade.

EFE pa/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.