ditador Micheletti desafia mundo ao impor transição - Mundo - iG" /

Zelaya diz que ditador Micheletti desafia mundo ao impor transição

Tegucigalpa, 15 dez (EFE).- O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, disse hoje que o ditador Roberto Micheletti, que lidera o Governo de fato, desafia o mundo ao impor a transição no poder.

EFE |

"É um absurdo, após toda a rejeição em nível mundial que este golpe de Estado teve, que agora o autor do mesmo imponha uma transição de comando em um Estado ilegal", afirmou Zelaya em comunicado divulgado na embaixada brasileira, onde permanece desde 21 de setembro passado.

Zelaya, derrubado pelos militares em 28 de junho, qualificou a atitude de Micheletti "de uma aberração jurídica e uma prática antidemocrática, que incrimina os presidentes da América Central ao convidá-los a essa vergonha", em referência à mudança de Governo prevista para 27 de janeiro de 2010.

Micheletti informou hoje que não renunciará ao cargo e que Manuel Zelaya também não voltará ao poder.

Já Zelaya informou que está em contato com os presidentes do continente e a Organização dos Estados Americanos (OEA) "a fim de que esses delitos não fiquem impunes e se puna os autores materiais e intelectuais das violações dos direitos humanos e crimes cometidos contra o povo hondurenho".

Micheletti assumiu o poder no mesmo dia em que Zelaya foi derrubado, por designação do Parlamento hondurenho, organismo que era presidido pelo agora líder de fato.

O presidente eleito no pleito de 29 de novembro passado, Porfirio Lobo, do opositor Partido Nacional, assumirá o poder em 27 de janeiro de 2010, embora a maior parte da comunidade internacional não reconheça sua vitória. EFE gr/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG