Zelaya diz que procurador-geral tem responsabilidade em golpe

Tegucigalpa, 7 jan (EFE).- O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, disse hoje que o procurador-geral do Estado, Luis Rubí, tem igual ou maior responsabilidade do que os militares no golpe de Estado que o tirou do poder em 28 de junho de 2009.

EFE |

Para Zelaya, a ordem de captura da cúpula militar hondurenha que o Ministério Público pediu ontem à Suprema Corte do país pela expulsão do país do derrubado governante esse dia faz parte de um esquema de comum acordo.

A Suprema Corte hondurenha deverá nomear entre seus 15 magistrados um juiz especial para conduzir o caso.

"Hoje, utilizando um truque, um novo estratagema, o procurador-geral do Estado, que tem igual ou mais responsabilidade do que os próprios militares, apresenta acusações de comum acordo para conseguir a impunidade dos militares ao acusá-los de crimes menores, e não dos delitos graves que cometeram", afirmou o presidente deposto em um comunicado.

Segundo Zelaya, os militares também incorreram em traição à pátria, assassinatos, violações aos direitos humanos e torturas ao povo hondurenho.

Para o governante derrubado, Rubí está agindo de forma a "conseguir a impunidade dos militares" e evitar punições aos "demais autores materiais e intelectuais do golpe de Estado militar".

Zelaya pediu aos hondurenhos e à comunidade internacional para "não cair no engano de aprovar a impunidade por meio desta fraude processual, preparado pelas mesmas pessoas e instituições que romperam a ordem democrática".

Em sua mensagem, o presidente deposto reiterou que não renunciará ao seu mandato, que chega ao fim no próximo dia 27.

"Com dignidade e honra continuarei defendendo os princípios democráticos e a busca de soluções justas que permitam a transformação e as mudanças para Honduras", conclui a nota de Zelaya enviada à imprensa a partir da Embaixada do Brasil em Tegucigalpa, onde permanece refugiado desde 21 de setembro. EFE gr/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG