cercada - Mundo - iG" /

Zelaya diz que embaixada brasileira está cercada

Bogotá, 22 set (EFE).- O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, disse hoje que está em perigo e que a embaixada do Brasil em Tegucigalpa, onde está refugiado, foi cercada e encontra-se praticamente militarizada.

EFE |

"Sabemos que estamos em perigo, cercaram a embaixada (...), jogaram bombas de gás lacrimogêneo em cima da embaixada, dispersaram pessoas a tiros", declarou Zelaya à "Rádio Caracol".

Dentro da representação diplomática brasileira, estão Zelaya, vários parentes e alguns seguidores e jornalistas.

As declarações de Zelaya se referem à operação lançada hoje pela tropa de choque da Polícia de Honduras. Pela manhã, agentes e militares lançaram bombas de gás lacrimogêneo e dispararam com balas de borracha contra os seguidores do presidente deposto reunidos em frente à embaixada do Brasil.

"Estamos em uma luta para que se restitua a democracia, a paz.

Pedimos a colaboração da comunidade internacional", frisou Zelaya na conversa com a "Rádio Caracol".

O único "acordo pacífico" possível em Honduras "só pode ser considerado se a vontade do povo, que me elegeu como presidente, for respeitada", ressaltou.

"O sangue está correndo" em Honduras "desde o dia do golpe de Estado", mas "esta batalha sabemos que temos que ganhá-la de qualquer maneira", concluiu Zelaya.

A capital hondurenha vive um ambiente tenso desde que, ontem, o presidente derrubado chegou de surpresa ao país, buscando abrigo na embaixada do Brasil. EFE mb/sc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG