Zelaya destaca o papel positivo dos EUA na rejeição ao golpe em Honduras

O presidente destituído de Honduras, Manuel Zelaya, considerou positivo o papel que desempenhou os Estados Unidos ao rejeitar o golpe que o tirou do poder em 28 de junho, durante coletiva nesta sexta em Santo Domingo.

AFP |

"Os sinais deles (Estados Unidos) foram totalmente evidentes. Eles acompanharam a resolução nas Nações Unidas, foram co-patrocinadores dessa resolução condenando imediatamente o golpe. Foram também veementes na OEA (Organização dos Estados Americanos) condenando esse tipo de ação", declarou.

"Acho que, neste caso, a mensagem que os Estados Unidos, pelo menos o governo de Barack Obama, enviou ao mundo é muito positiva".

str/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG