Zelaya deixa Manágua em nova tentativa de volta a Honduras

MANÁGUA - O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, partiu nesta quinta-feira de Manágua dirigindo um jipe branco em direção à fronteira com o seu país, numa nova tentativa de regressar a Honduras e ao poder, do qual foi afastado por um golpe em 28 de junho.

Reuters |

Zelaya decidiu voltar depois de dar por fracassada a mediação do presidente da Costa Rica, Oscar Arias, que na quarta-feira apresentou às partes em conflito novas propostas para superar a pior crise das últimas duas décadas na América Central.

Reuters

O presidente deposto Manuel Zelaya tenta retomar o poder novamente em Honduras

"O trecho é até Estelí, de onde serão feitos os planos para amanhã avançar até Somoto ou Ocotal (municípios nicaraguenses na fronteira com Honduras)", disse Zelaya a jornalistas antes de partir acompanhado pelo chanceler da Venezuela, Nicolás Maduro, e pelo ex-comandante guerrilheiro nicaraguense Edén Pastora.

"Posteriomente, no dia seguinte (sábado), para a fronteira. Na fronteira há muitos hondurenhos que estão chegando", disse Zelaya, vestindo seu chapéu característico e botas de vaqueiro.

Zelaya já tentou voltar a Honduras em 5 de julho, mas o avião do governo venezuelano no qual viajava foi impedido pelo Exército de pousar em Tegucigalpa. Um jovem partidário de Zelaya morreu nos confrontos registrados naquele dia.

Leia mais sobre: Honduras

    Leia tudo sobre: golpehondurasmanuel zelayaroberto micheletti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG