Zelaya chega a Costa Rica para diálogo com Micheletti marcado para esta quinta

SAN JOSÉ - O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, chegou hoje à Costa Rica, para iniciar amanhã um diálogo junto ao líder em exercício de seu país, Roberto Micheletti, mediado pelo presidente Óscar Arias, com o objetivo de pôr fim à crise política na nação.

Redação com Agência EFE |

O avião privado que levava Zelaya aterrissou às 17h36 (20h36, horário de Brasília) no aeroporto Juan Santamaría, nos arredores de San José, procedente de Washington.

Zelaya chegou acompanhado por sua chanceler, Patricia Rodas, e foi recebido pelo ministro de Exteriores costarriquenho, Bruno Stagno.

Tanto Zelaya, quanto Micheletti aceitaram, na terça-feira, abrir um diálogo direto com a mediação de Arias, que os receberá em sua própria casa.

"Estou aqui atendendo as resoluções da Organização de Estados Americanos (OEA) e das Nações Unidas, que fizeram declarações contundentes condenando a crise em Honduras, não reconhecendo o Governo 'de fato' e pedindo a restituição do Governo democrático", afirmou Zelaya aos jornalistas, no aeroporto.

O líder deposto criticou Micheletti fortemente, qualificando-o de golpista e criminoso e ressaltou que vê esta mediação como um processo onde o atual Governo hondurenho poderá expor seus planos para "uma saída da forma mais honrosa".

Acrescentou que se mantém firme na posição de exigir sua restituição no poder. "Não defender a restituição de um presidente democraticamente eleito seria um despropósito", disse.

Micheletti ainda não confirmou sua presença no encontro.

Leia também:

Entenda:

Leia mais sobre Honduras



    Leia tudo sobre: golpehonduraslulamanuel zelayaroberto micheletti

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG