Zelaya anuncia no dia 27 se pede asilo ou se fica em Honduras

TEGUCIGALPA - O presidente deposto hondurenho, Manuel Zelaya, anunciará em 27 de janeiro, dia da posse do governante eleito, Porfirio Lobo, se pedirá asilo no exterior ou se ficará em Honduras, informou neste sábado seu porta-voz e assessor, Rasel Tomé.

iG São Paulo |

Zelaya está abrigado na Embaixada do Brasil em Tegucigalpa desde o dia 21 de setembro.

"O presidente Zelaya anunciará sua decisão em 27 de janeiro", anunciou Tomé, afirmando que o líder deposto "não hesita na defesa de seus direitos e do povo hondurenho".

O porta-voz acrescentou que Zelaya também "comemora" a decisão do presidente da Costa Rica, Oscar Arias, de não vir à posse de Lobo, do opositor Partido Nacional.

Arias anunciou nesta semana que não comparecerá à posse de Lobo porque ele mostrou "fraqueza" ao não conseguir forçar a saída do poder do presidente de facto, Roberto Micheletti, antes de 27 de janeiro.

"O presidente Arias, como um democrata, não virá à transmissão de comando porque sabe que aqui se quer celebrar esse ato sem que haja uma transição por parte do presidente democrático Manuel Zelaya", declarou Tomé.

Arias atuou como mediador nas negociações para tentar restabelecer a democracia em Honduras após o golpe de Estado contra Zelaya.

Zelaya foi derrubado em 28 de junho de 2009 pelos militares e enviado à Costa Rica. No mesmo dia, foi substituído por Micheletti, designado para o cargo pelo Parlamento hondurenho.

*Com informações da EFE

Leia mais sobre Honduras

    Leia tudo sobre: honduraszelaya

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG