Zelaya agradece comunidade internacional por frear tentativa de golpe

Caracas, 26 jun (EFE).- O presidente de Honduras, Manuel Zelaya, afirmou hoje que o apoio da comunidade internacional a seu Governo e ao povo hondurenho freou a tentativa coordenada de vários poderes públicos, encorajados pela oligarquia, de derrubá-lo.

EFE |

"Estas frustradas intenções de interromper o processo de mudanças em meu país foram detidas graças à comunidade internacional", assegurou Zelaya ao expressar seu agradecimento à Organização dos Estados Americanos (OEA) pelo apoio expressado a seu Governo.

"Houve uma intervenção saudável dos organismos internacionais", acrescentou o presidente durante uma entrevista exclusiva à emissora de televisão multiestatal "Telesur", retransmitida ao vivo pelo canal estatal da Venezuela "VTV".

O Conselho Permanente da OEA aprovou hoje em Washington uma resolução na qual dá seu apoio a Honduras para preservar e fortalecer as instituições democráticas desse país e decide o envio de uma comissão especial para analisar a situação na região e contribua ao diálogo.

"Já está bastante superada esta situação de processo de golpe de Estado coordenado entre o Congresso, as Forças Armadas e as manifestações" de rua contra o Governo convocadas pelos chefes militares hondurenhos, disse Zelaya.

Além disso, responsabilizou a "oligarquia midiática e econômica que controla Honduras há 30 ou 40 anos", que "pressionou sumariamente" os militares do país para que o derrubassem.

Zelaya explicou que a crise explodiu a partir de uma decisão "arbitrária", ainda passível de apelação, de um juiz que declarou a consulta popular de caráter "não vinculativo" do próximo domingo como "fora de acordo com a Constituição".

"Com base nisso, desobedece uma ordem presidencial", assegurou, em referência ao fato de o chefe do Estado-Maior das Forças Armadas de Honduras, general Romeo Vásquez, ter se negado a cumprir suas instruções para que os militares dessem apoio logístico a dita consulta. EFE gf/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG