rapidez de ação - Mundo - iG" /

Zelaya agradece apoio do CS, mas pede rapidez de ação

Tegucigalpa, 25 set (EFE).- O presidente deposto de Honduras, Manuel Zelaya, agradeceu hoje ao Conselho de Segurança (CS) da ONU seu apoio, embora tenha lhe pedido rapidez em suas atuações a respeito da situação da Embaixada do Brasil em Tegucigalpa.

EFE |

"O Conselho de Segurança está dando um apoio muito importante ao povo hondurenho", disse Zelaya em declarações a meios de imprensa locais, depois que esse órgão condenou os "atos de intimidação" sofridos pela Embaixada brasileira.

A decisão do CS aconteceu depois que o chanceler do Brasil, Celso Amorim, expôs a crítica situação humanitária de sua embaixada em Tegucigalpa, que teve as provisões de água, luz, alimentos e comunicações cortadas, além de estar cercada pelas forças de segurança das autoridades de fato hondurenhas.

"Meu maior agradecimento pelo apoio que está sendo dado ao povo hondurenho, mas queria pedir-lhes que o apoio fosse totalmente oportuno e rápido pelos ataques que estamos recebendo aqui nesta sede diplomática", disse Zelaya da embaixada, onde está desde que retornou ao país na segunda-feira.

"Agradecemos infinitamente a todos os membros do Conselho de Segurança: à China, à Rússia, à França, à Inglaterra, aos Estados Unidos, e também ao Brasil, que foi que convocou, tanto os membros permanentes como os membros temporários do Conselho", acrescentou.

EFE lam-jlp/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG