Zawahri diz que ONU é inimiga e promete atacar judeus

DUBAI (Reuters) - O número 2 no comando da Al Qaeda, Ayman al-Zawahri, descreveu a Organização das Nações Unidas (ONU) como um inimigo dos muçulmanos e prometeu ataques aos judeus dentro e fora de Israel, em comunicado postado na Internet nesta quarta-feira. As Nações Unidas são um inimigo do Islã e dos muçulmanos, disse Zawahri. Ele defendeu ataques contra escritórios da ONU, em uma aparente referência aos atentados com bombas contra representações da entidade na Argélia, nos quais foram mortas 41 pessoas em dezembro passado, e em Bagdá, que teve como saldo 22 mortes, em 2003.

Reuters |

No mesmo comunicado, ele também fez um chamado por ataques aos judeus: 'Prometemos a nossos irmãos muçulmanos que faremos o máximo para atacar judeus em Israel e no exterior, com ajuda e orientação de Deus.'

Zawahri afirmou que Osama bin Laden -- o líder da Al Qaeda -- está bem de saúde e os relatos de que ele está doente são falsos.

'O xeque Osama bin Laden está com boa saúde', disse Zawahri, em resposta a questões levantadas por sites de radicais islâmicos. 'Os mal-intencionados sempre tratam de fazer circular falsos relatos de que ele está doente.'

Autoridades norte-americanas acreditam que tanto Zawahri como Bin Laden estejam escondidos no Afeganistão ou Paquistão.

(Reportagem de Inal Ersan)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG